5 de novembro de 2017

SÉRIE - IRMANDADE DA ADAGA NEGRA - AMANTE ETERNO - #02 - J. R. WARD


SÉRIE - IRMANDADE DA ADAGA NEGRA - AMANTE ETERNO - #02 - J. R. WARD


Ano: 2010
Páginas: 448
Idioma: Português
Editora: Universo dos Livros

Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra entre os vampiros e seus carrascos, os redutores. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça.

Possuído por uma besta letal, Rhage é o membro mais perigoso da Irmandade da Adaga Negra. É o melhor lutador, o mais rápido a reagir e o amante mais voraz, porque em seu interior arde uma feroz maldição lançada pela Virgem Escriba. Possuído por esse lado sombrio, Rhage teme constantemente que o dragão dentro de si seja liberado, convertendo-o num perigo letal para todos à sua volta.

Mary Luce, uma sobrevivente de muitas adversidades, entra de maneira involuntária no universo dos vampiros, contando apenas com a proteção de Rhage. Concentrada em combater sua própria maldição, potencialmente mortal, Mary não está em busca de amor e perdeu sua fé em milagres tempos atrás. Mas quando a intensa atração animal de Rhage se transforma em algo mais emocional, ele sabe que Mary precisa ser sua e de mais ninguém. Enquanto os inimigos fecham o cerco, ela luta desesperadamente para alcançar a vida eterna com aquele que ama...


NOTA SOBRE O LIVRO

Rhage é considerado um dos vampiros mais perigosos da Irmandade e é alimentado pelas lutas e pelo sexo.

"As brigas e o sexo eram as duas únicas válvulas de escape de que dispunha, e ele as usava como um diabético usa insulina."

Foi nesta frase em que me rendi ao Rhage e o amei do começo ao fim porque ele simplesmente foi demais!

Ele foi sentenciado (no passado) pela Virgem Escriba a viver um castigo por 200 anos e ele conta cada dia de sua vida para que termine sua penitência. Trata-se uma transição intensa e dolorosa, mas os Irmãos estão sempre ao seu lado para que ele possa se recuperar a cada transformação, mesmo sabendo que estão arriscando suas vidas, pois quando Rhage está sob o domínio de sua besta, ele perde completamente o controle e ataca tudo e todos que estiverem em seu caminho!

Mary Luce é uma jovem humana que está prestes a descobrir que seu câncer está de volta, mas o destino não poderia ter sido mais caprichoso. Apesar de todos os seus problemas, da tormenta de sua vida ela consegue ser uma garota gentil e dedicada. Mary nunca preocupa-se com si própria, ao contrario, ela se dá e se entrega em benefício do seu próximo (seja quem for)!

Quando ela soube que Rhage era um vampiro, ela não surtou, não tentou fugir, não ficou de fricote e se mostrou muito mais segura do que ele próprio, embora ela tenha alguns deslizes em alguns momentos, pois ela não é perfeita. Ela é uma "viajante", que no Glossário dos vampiros quer dizer que ela é uma pessoa que morreu e voltou viva do "Fade". O Fade é um reino atemporal onde os mortos se reúnem com seus entes queridos.

Os Redutores estão mais sedentos. O Sr. X é um "homem" sem princípios, intransigente e abusivo. O Sr. O, que também é um membro redutor não suporta o Sr. X, mas ele não tem alternativas. Ele demonstra estar bem arrependido de sua transição e completamente descontente com as atitudes e a arrogância do Sr. X. Ele também não é nada santo e tem que conviver com seus fantasmas. Eles estão com algumas baixas em seu "exército" mas não é por isso que se dão por vencidos. Muito pelo contrário, estão investindo pesado nos planos de realmente capturar os membros da Irmandade. Quem "comanda" a Sociedade Redutora é o Ômega e esse também não é nada bom, haja visto que seus "homens" ao passarem pela transição perdem suas virilidades, não se alimentam, perdem a pigmentação dos cabelos e da pele, além de exalarem um cheiro de talco de bebê (que somente os Vampiros percebem e reconhecem). 

É quase palpável o desespero de Raghe em querer possuir Mary e lutar contra esse desejo, porque ele teme que Besta que ele carrega em função de sua penitencia acabe machucando Mary, mas Mary é especial e ela carrega Um tipo de "marca" relacionado ao seu nome, que Vishious sabe (ele tem um dom de saber o que vai acontecer com as pessoas), mas não dá muitos detalhes. Também é desesperador quando Mary finalmente recebe o diagnóstico dos médicos de que seu câncer não tem cura. Somente Rhage, com seu amor verdadeiro é capaz de salvá-la. Ele, ao seu modo, é um homem louvável e não se importa de sofrer dores terríveis pelo bem da mulher amada. 

A Virgem Escriba faz algumas aparições na história e por um momento cheguei a ficar com raiva dela por causa da forma como ela conduziu algumas coisas. Em alguns momentos imaginei que ela foi intransigente e exigente demais com Rhage, mas ainda bem que depois tudo deu certo.

Mais uma leitura aprovada!
Outros personagens também tiveram destaque na história. Bella, a amiga de Mary, que também é vampira, mas que Mary só soube de sua identidade quando conheceu sobre a existência deles e também o irmão Zsadist. Nos primeiro livro ele passou uma impressão depreciativa, mas aos poucos ele foi ganhando espaço e agora o próximo livro é sobre ele e sobre sua história de vida.


ONDE COMPRAR O LIVRO:



Submarino (livro impresso), clique aqui - R$ 30,72 em 05/11/2017

Americanas (livro impresso), clique aqui - R$ 30,72 em 05/11/2017

Saraiva (ebook), clique aqui - R$ 29,90 em 05/11/2017

Atenção: No site da Saraiva o livro impresso está esgotado. Segundo o site o livro está fora de linha. Não sei explicar o motivo, mas pode ser que tenha esgotado realmente.

21 de outubro de 2017

SÉRIE - IRMANDADE DA ADAGA NEGRA - AMANTE SOMBRIO - #01 - J. R. WARD


SÉRIE - IRMANDADE DA ADAGA NEGRA - AMANTE SOMBRIO - #01 - J. R. WARD
Ano: 2009
Páginas: 448
Idioma: Português
Editora: Universo dos Livros


Uma Irmandade secreta, formada pelos seis vampiros mais fortes e poderosos defensores de sua raça está em ação em Caldwell, Nova York. E nenhum deles deseja a aniquilação de seus inimigos mais que Wrath, o líder da Irmandade da Adaga Negra.



Wrath é o vampiro de raça mais pura e ao perder um de seus mais fiéis guerreiros, que deixou órfã uma jovem mestiça (filha de pai vampiro e mãe humana) ignorante de sua herança e destino, não terá outra saída senão cuidar da bela garota e levá-la para outro mundo.

Ela, Beth Randall, vê-se impotente em tentar resistir aos avanços desse desconhecido, incrivelmente atraente e sensual, que a visita durante a noite, envolto em sombras. As histórias dele sobre a Irmandade e o mundo dos vampiros a aterrorizam e fascinam. Seu simples toque faísca, um fogo que pode acabar consumindo a ambos.


NOTA SOBRE O LIVRO:

De cara o que eu gostei foi a narrativa em terceira pessoa (GRAÇAS A DEUS)! A escrita é muito boa, clara, limpa e a leitura fluiu tão facilmente que não me lembro de ter achado mais do que dois ou três erros de digitação!

A história da IAN - Irmandade da Adaga Negra - começa com os protagonistas Wrath e Elizabeth. A narrativa vai mesclando entre outros personagens fazendo assim com que o enredo ganhe conteúdo e prenda mais a atenção do leitor.

Wrath é o Rei da Irmandade e a ele cabe o designo de "proteger" a filha de Darius (um dos Irmãos da IAN). Darius já teve outros filhos que acabaram morrendo durante as transições e sua última esperança é esta filha, uma mestiça, que está prestes a iniciar a transformação e que nem imagina seu futuro!

Wrath é um Vampiro da raça mais pura que existe, mas carrega em seu interior o peso do seu passado, sua auto-condenação! Também é extremamente arrogante, além de temido.

Há uma guerra entre os membros da Irmandade e os membros dos "Redutores". Existe dois personagens bem importantes e misteriosos na história "Virgem Escriba" que é como um "Deus" para a Irmandade e também "Ômega", que exprime a mesma intensidade para os "Redutores". A diferença é que com certeza não são nada semelhantes. Os Vampiros possuem a sexualidade bem aflorada e podem ter filhos enquanto que os Redutores, ao serem transformados, se tornam impotentes.

Os vampiros não se alimentam apenas de sangue, e mais, não se alimentam de sangue humano. Eles são mortais sim, pois algumas situações são ameaçadoras e perigosas, possuem poderes e os sentidos são super aguçados, principalmente o olfato e o paladar. os Redutores também possuem suas debilidades e os confrontos entre eles são sempre mortais.

Elizabeth Randall é uma jornalista de pouco prestígio na redação onde trabalha (profissionalmente), mas é muito atraente e os homens estão sempre suspirando por ela, que não retribui, obviamente. Ela não se deixa seduzir por qualquer um. Sua sexualidade aflora quando conhece o então misterioso Wrath. Ela nunca foi de se interessar muito pelos homens e alguns até questionaram sua opção sexual. A partir do encontro com o Vampiro as coisas começam a mudar e ela se liberta, pois a todo tempo está pensando em sexo com Wrath. Tudo bem que o homem é afrodisíaco, mas agora ela vive com as calcinhas pegando fogo. Ela não faz a menor ideia sobre a existência de vampiros e muito menos que é quase uma deles. Sua reação com as revelações foi melhor do que eu imaginava.

No meu ponto de vista a história traz algumas metáforas, algumas mensagens mais profundas que vai depender tanto da interpretação de cada leitor quando de suas percepções. Imagino que essas metáforas, principalmente no que se referem às figuras de Ômega e Escriba sejam melhores reveladas nos próximos livros, porque o que percebi é que a história não trata só do relacionamento dos casais. Acredito que esse seja apenas o pano de fundo,

Posso dizer que gostei bastante da história e que valeu a pena furar a fila.


ONDE COMPRAR O LIVRO:

Submarino, clique aqui - R$ 27,92 em 21/10/2017

Americanas, clique aqui - R$ 30,92 em 21/10/2017

Saraiva (livro impresso), clique aqui - R$ 22,90 em 21/10/2017
Saraiva (livro digital), clique aqui - R$ 19,90 em 21/10/2017

26 de setembro de 2017

LIVRO - EM ÁGUAS SOMBRIAS - PAULA HAWKINS

EM ÁGUAS SOMBRIAS - PAULA HAWKINS

Nos dias que antecederam sua morte, Nel ligou para a irmã. Jules não atendeu o telefone e simplesmente ignorou seu apelo por ajuda. Agora Nel está morta. Dizem que ela se suicidou. E Jules foi obrigada a voltar ao único lugar do qual achou que havia escapado para sempre para cuidar da filha adolescente que a irmã deixou para trás.
Mas Jules está com medo. Com um medo visceral. De seu passado há muito enterrado, da velha Casa do Moinho, de saber que Nel jamais teria se jogado para a morte. E, acima de tudo, ela está com medo do rio, e do trecho que todos chamam de Poço dos Afogamentos…
Com a mesma escrita frenética e a mesma noção precisa dos instintos humanos que cativaram milhões de leitores ao redor do mundo em seu explosivo livro de estreia, A garota no trem, Paula Hawkins nos presenteia com uma leitura vigorosa e que supera quaisquer expectativas, partindo das histórias que contamos sobre nosso passado e do poder que elas têm de destruir a vida que levamos no presente.



NOTA SOBRE O LIVRO:
Bem... o que dizer do livro?

A princípio eu detestei o livro, pois achei a história confusa e bagunçada! Somente lá pela página 100 mais ou menos que comecei pescar algumas coisas e ai comecei a gostar! Não estava entendendo certos relatos e isso estava me frustrando!

A narrativa oscila entre vários personagens e eu já não sabia quem era principal e quem era coadjuvante. Eu me senti perdida em vários momentos da leitura, desejando inclusive abandonar a história, mas a curiosidade foi maior! Ainda bem!

A história transcorre em uma cidade chamada Beckford e tudo gira em torno de um rio e o "Poço dos afogamentos". Beckford é um lugar misterioso e famoso porque algumas mulheres já "morreram" afogadas naquele poço. A história também tem um "Q" de espiritualidade e misticismo (não no sentido religioso). 

Quando Nel Abbott morreu, elas já não se falavam há alguns anos. Nel até tentou alguns contatos, mas Jules não dava espaço para nenhuma reaproximação. Nunca tirei a razão de Jules por tudo que aconteceu e principalmente, nunca gostei de Nel e o fato de estar morta não me convenceu de que era uma boa pessoa. Ao contrário, sempre egoísta e egocêntrica. A filha de Nel, Lena Abbott, de 15 anos e pai "desconhecido" é tão egoísta e egocêntrica quanto a mãe, porém, com certa dose de rebeldia e prepotência.

A investigação em torno da morte de Nel Abbott traz à tona os acontecimentos que envolvem a morte de Katie Whitaker (também com 15 anos), amiga de Lena Abbott. A relação entre Louise e Nel ficou bem estremecida, afinal, Louise culpava Nel pela morte da filha. Josh (irmão de Katie) e Lena sabiam o motivo pelo qual Katie havia se suicidado, mas eles escondem o que sabem até não poderem mais.

Cada personagem tem seus próprios segredos e mistérios. Como diriam os sábios "quem não tem teto de vidro que atire a primeira pedra". A autora traz personagens repletos de problemas e que de uma forma ou de outra, estão ligados. Além dos que já citei, existem outros, mas falar sobre cada um individualmente me levaria a relevar muito mais do que o necessário!

A medida que a história vai avançando e algumas coisas começam a ser descobertas, a leitura vai ficando viciante e cativante, mas foi na última linha, da última página que meu queixo simplesmente caiu e que esse livro levou minha nota máxima...★★★★★ ESTRELAS!


ONDE COMPRAR O LIVRO


Saraiva (livro impresso), clique aqui - de R$ 42,00 por R$ 23,90 em 26/09/2017
Saraiva (livro digital), clique aqui - R$ 14,90 em 26/09/2017

Submarino (livro impresso), clique aqui - R$ 31,90 em 26/09/2017

Americanas (livro impresso), clique aqui - R$ 31,90 em 26/09/2017

18 de setembro de 2017

FILME - DIRTY DANCING (2017)

FILME - DIRTY DANCING (REFILMAGEM)

Refilmagem do clássico de 1987 Dirty Dancing - Ritmo Quente, que levou Jennifer Grey e Patrick Swayze ao estrelato. Conta a história de uma jovem de família rica que se apaixona pelo instrutor de dança, pobre, do hotel em que está hospedada com os pais. 


NOTA SOBRE O FILME:

Dificilmente haverá alguém aqui que não viveu a febre e a paixão por Dirty Dancing (Ritmo Quente), que estreou em 1987. Na época eu tinha só 9 anos e o que mais me atraiu no filme foram as músicas e as danças... depois, com o passar dos anos e as reprises na sessão da tarde, as locações na locadora quando ganhei o primeiro vídeo cassete, fui me apaixonando pela história!

Há poucos dias estreou no "Now" (para assinantes da Net) a refilmagem de Dirty Dancing e este final de semana a locação estava por apenas R$ 11,90. Ainda não sei se gostei do filme, primeiro porque eu ficava esperando a aparição de "Baby" e "Jhonny Castle" nos corpos de Jennifer Grey e Patrick Swayze e segundo porque não sou muito favorável a remakes/refilmagens de grandes sucessos porque não tem como não comparar.

Até assistir ao filme eu não havia lido e nem pesquisado nada a respeito dele porque queria encontrar as diferenças e tirar minhas próprias conclusões. Algumas coisas realmente foram modificadas, algumas cenas alteradas. O Kellerman's Hotel tem o mesmo nome, mas claro, não é o mesmo cenário, a irmã de Baby (Lisa) não é tão alienada quanto a original, a mãe de Baby (Marjorie) também não é tão mosca morta assim e a família aparentemente feliz não é tão feliz assim, pois a relação dos pais de Baby anda bem desgastada. As músicas receberam outra roupagem, algumas são totalmente novas e as coreografias são diferentes também!

O ator Colt Prattes na pele de Jhonny Castle não conseguiu me convencer. Ele tenta fazer aquela cara de "bad", tenta requebrar e ser sensual, mas faltou alguma coisa. Abigail Breslin no papel de Baby também deixou a desejar! Ela não é desastrada como a original, ela não tem a graça e a inocência e até mesmo o gingado. São bons atores, mas não para esses papeis! Achei também que faltou um pouco de química!

Assista ao trailler agora!


Pesquisando mais a respeito dos dois filmes, encontrei uma curiosidade que diz que na biografia de Patrick, ele conta sobre o relacionamento conturbado com Jennifer Grey porque ele a considerava difícil e infantil. 

Essa cena que eu sempre achei que foi muito bem interpretada, na verdade, é uma cena real da irritação de Patrick e da mania de Jennifer de rir de tudo, de fazer piada... A cena não foi ensaiada.... kkkkkkkkkk


*************************** ATENÇÃO QUE AGORA É SPOILER PURO**********************************

No filme espetacularmente original o final é seguido pela famosa dança "(I've had)The time of my life" com uma coreografia deliciosa e ao final, o pai de Baby se rende ao caráter de Jhonny e fica subentendido que eles viveram felizes para sempre... juntos! Na refilmagem, o encerramento da temporada no resort se dá com o casal cantando e dançando... juntos, porém a coreografia é diferente! Além disso, ao término da dança a história da um pulo em alguns anos e Baby está assistindo a uma apresentação - na Broadway - estrelada por Jhonny! Quando eles se encontram fica claro que cada um seguiu seu caminho, mas que a chama da paixão ainda existe. Baby agora está casada, com uma filha e seu marido não demonstra nenhum ciúmes! Não! Não! Não! 
***************************************************************************************************************

Não consegui ainda digerir tudo isso e olha que passei o dia de hoje martelando tudo isso e pensando sobre tudo... Talvez, se não existisse o original e esse filme fosse feito exatamente agora, arrisco dizer que teria gostado sim, mas é impossível não comparar, por isso, dou três estrelas!


FILME - QUATRO VIDAS DE UM CACHORRO

FILME - QUATRO VIDAS DE UM CACHORRO


Um cachorro morre e reencarna várias vezes na Terra. Embora encontre novas pessoas e viva muitas aventuras, ele mantém o sonho de reencontrar o seu primeiro dono, que sempre foi seu maior amigo.


NOTA SOBRE O FILME: 

Neste final de semana o "Now" (para assinantes da Net) colocou a locação deste filme por apenas R$ 5,95! 

Quando se tem 3 crianças em casa no maior pique em pleno domingo, a melhor forma de prender a atenção delas é com um filme... aparentemente inocente, pois isso, o escolhido da vez foi QUATRO VIDAS DE UM CACHORRO, que foi inspirado no livro do mesmo título, de autoria de W. BRUCE CAMERON. 

Um Golden Retriever em busca do verdadeiro sentido de sua vida. Ele é encontrado por Ethan e batizado com o nome de Bailey, que diga-se de passagem, é um belo cão que vive atraindo "problemas", mas também um belo conquistador. No meu ponto de vista, a relação de Bailey e Ethan foi a mais emocionante, desde o primeiro encontro deles, que tem vários momentos, alegres e tristes, mas principalmente pelo rumo que a vida de Ethan vai caminhando seguido da "primeira" morte de Bailey!

Nas demais vidas deste "cão", ele reencarna em um "corpo" (raça) diferente e com donos distintos, mas por mais que o cão da vez e o dono tenham uma boa relação, nenhuma delas é como Ethan, mas também, tem toda interação e afetividade que envolve sua nova vida... E novamente, mais duas tristes partidas e uma nova chance...uma nova vida! Desta vez, o cão simplesmente foi abandonado à própria sorte (e essa é a parte revoltante, porque me faz lembrar de quantas pessoas que eu conheço que se dizem amar os animais, mas que não tem o menor respeito pelo "bicho", porque acha que amar um cachorro é simplesmente tê-lo em seu quintal com um pote de água e outro de comida) e para sua sorte, ele reencontra Ethan!

Só que Ethan se tornou um homem amargo, triste e sozinho e é claro, que não ele "reconheceu" seu amigo Bailey. A solidão às vezes é uma boa conselheira, pois uniu novamente o cão e o homem... e o cão, claro, não queria continuar vendo seu amigo triste e solitário!

Não resta dívidas de que o filme é bem resumido e eu eu não li o livro (ainda), mas eu gostei muito do filme... principalmente quando Ethan reconhece Bailey e ai não há como não se emocionar (mais)...

Dou 5 estrelas sim!
Assista você também!

10 de setembro de 2017

LIVRO - ENTRE QUATRO PAREDES - B. A. PARIS

ENTRE QUATRO PAREDES - B. A. PARIS

Ano: 2017
Páginas: 266
Idioma: português 
Editora Galera Record


Um thriller sobre um sonho que torna-se pesadelo.

Grace é a esposa perfeita.

Ela abriu mão do emprego para se dedicar ao marido e à casa. Agora prepara jantares maravilhosos, cuida do jardim, costura e pinta quadros fantásticos. Grace mal tem tempo de sentir falta de sua antiga vida.

Ela é casada com Jack, o marido perfeito.

Ele é um advogado especializado em casos de mulheres vítimas de violência e nunca perdeu uma ação no tribunal. Rico, charmoso e bonito, todos se perguntavam por que havia demorado tanto a se casar.

Os dois formam um casal perfeito.

Eles estão sempre juntos. Grace não comparece a um almoço sem que Jack a acompanhe. Também não tem celular, que ela diz ser uma perda de tempo. E seu e-mail é compartilhado com Jack, afinal, os dois não guardam segredos um do outro. Parece ser o casamento perfeito. Mas por que Grace não abre a porta quando a campainha toca e não atende o telefone de casa? E por que há grades na janela do seu quarto?

Às vezes o casamento perfeito é a mentira perfeita.


NOTA SOBRE O LIVRO by Glauci Guedes


Leitura Concluída: 
Entre quatro Paredes - B. A. Paris.

Puxa, como eu queria mais desse livro!

É um thriller psicológico que fala sobre um homem que faz sua esposa de refém em sua própria casa.

O começo do livro é bem empolgante, narrado em primeira pessoa, intercalando passado e presente, sem muitas cenas descritivas e com diálogos muito bons, que te prendem a atenção e te faz querer ler mais e mais. 

O negócio começa a desandar da metade do livro pra frente. Começa a ficar cheio de cenas em que a protagonista tenta se libertar e como o carinha é mais esperto e está sempre a um passo a frente, a desmascara, tornando tudo muito frustrante. Com isso percebemos que os personagens não são assim tão bem construídos (por exemplo, a explicação dada pelo carinha ser tão cruel assim, não convence), ficam muitos buracos na história, ou seja, acaba e muita coisa fica sem uma explicação para mim, ao menos nada convincente. E o final: Bom, esse ainda estou digerindo.
Queria mais! Puxa, como eu queria mais!
Duas estrelinhas no Skoob... 

LIVRO - DIÁRIO DE UMA ESCRAVA - RO MIERLING


DIÁRIO DE UMA ESCRAVA - RO MIERLING

Ano: 2016
Páginas: 240
Idioma: português 
Editora: DarkSide Books


Laura é uma menina sequestrada e jogada no fundo de um buraco por alguém que todos imaginavam ser um bom homem. Ela vê sua vida mudar da noite para o dia, e passa a descrever com detalhes sinistros e íntimos cada dia, cada ato, cada dor que o sequestro e o aprisionamento lhe fazem passar. Estevão é homem casado, trabalhador, pai de família, mas que guarda em seu íntimo uma personalidade psicopata. Ele percorre ruas e cidades se apossando da vida de meninas ainda muito jovens, pois dentro de si uma voz afirma que é dele que elas precisam. Mergulhando fundo nessa fantasia, ele destrói vidas, famílias e sonhos, deixando atrás de si um rastro de dor e morte.

Narrado em parte em forma de diário, o livro acompanha mais de quatro anos da vida de Laura em um buraco embaixo da terra, período em que algo dentro dela também se modifica de uma forma inimaginável em busca da única maneira para sobreviver. Publicado originalmente na plataforma digital Wattpad, onde já teve mais de um milhão e meio de leituras, DIÁRIO DE UMA ESCRAVA apresenta um retrato duro, cruel, abominável, mas infelizmente corriqueiro no Brasil e em todo o mundo.

Através de Laura, raptada ainda adolescente por um homem que ela chama de “Ogro”, a autora denuncia os diversos tipos de violência que muitas mulheres são obrigadas a suportar em silêncio e nas sombras da sociedade. O “Ogro”, um homem aparentemente comum, honesto e “acima de qualquer suspeita”, mantém Laura presa em uma casa afastada, onde abusa dela sexual e mentalmente, alegando ser ela o seu verdadeiro amor. Laura, compreensivelmente, só pensa em escapar dali. Mas agora ele parece estar mudando. Será que é o melhor momento mesmo para fugir?... Bem, isso você vai ter que ler para descobrir.


NOTA SOBRE O LIVRO by Glauci Guedes

Leitura Concluída: 
Diário de uma escrava - Ro Mierling

Um livro de um psicopata que sequestra meninas para fazê-las de escravas sexuais. 
Leitura rápida e fluída, ao contrário do seu enredo que é denso e violento. 

Doentio. 
Sádico. 
Cruel.

É uma história real. Sabemos que isso acontece por aí, e se você tem filhas adolescentes, corre o risco de enlouquecer lendo esse livro aí.

Nota no Skoob: três estrelas e meia, mas como não tem, vai quatro. E tiro essa estrela por causa do final sem final. Arrancaram as páginas do livro ou a autora não teve tempo de concluir antes de mandar para a editora. Espero que tenha sido isso mesmo, pois o tanto de coisa sem explicação no livro deixam o leitor com cara de paisagem. Não gostei. ★★★★☆



27 de agosto de 2017

FILME - UM CONTRATEMPO (cinema espanhol)

FILME - UM CONTRATEMPO

Adrian desperta em um hotel, e encontra sua amante morta coberta de dinheiro. Ele recorre a melhor advogada de defesa, e eles tentam descobrir o que realmente aconteceu na noite anterior.


SOBRE O FILME:

Um contratempo é um desses filmes que você fica meio na dúvida se quer assistir ou não. Passei por ele algumas vezes no Netflix até que nesta madrugada acabei me rendendo. Realmente uma história surpreendente. O filme é legendado, porém seu idioma original é o espanhol e o personagem principal, Adrian, é interpretado pelo belo Mario Casas.

Adrian é um empresário de sucesso. Sua empresa está no auge e ele está para ser inclusive premiado, porém, Adrian tem uma amante e em um dos encontros ela morre e ele é o principal suspeito. Sua única alternativa é recorrer a uma excelente advogada, que pretende encerrar a carreira com uma defesa triunfal!

Eles não brigaram, o quarto está trancado, não haveria como alguém entrar no quarto, ou até mesmo sair, antes da chegada da polícia, mas Adrian foi atingido na cabeça e desmaiou. Quando acordou a policia estava na porta do quarto e Laura estava morta. O que aconteceu?

É a partir daí que Adrian relata para sua advogada tudo o que aconteceu até a noite do assassinato de Laura. Personagens secundários que complementam toda história e que aumentam o suspense. 

Um final realmente surpreendente e muito, muito, muito inteligente que me deixou simplesmente de queixo no chão! Se você ainda não viu, veja! 

Adicionado recentemente no Netflix, "Um contratempo" é um filme excelente e super recomendado!

20 de agosto de 2017

LIVRO - A CHAMA DENTRO DE NÓS - BRITTAINY C. CHERRY

LIVRO - A CHAMA DENTRO DE NÓS - BRITTAINY C. CHERRY

Ano: 2017
Páginas: 345
Idioma: português 
Editora: Galera Record

Logan Silverstone e Alyssa Walters não têm nada em comum. Ele passa os dias contando centavos para pagar o aluguel, sofrendo com a rejeição dos pais e tentando encontrar um rumo para sua vida caótica. Ela, por outro lado, parece ter um futuro brilhante pela frente. Um dia, porém, um simples gesto dá origem a uma improvável amizade. Ao longo dos anos, o sentimento que os une se transforma em algo até então desconhecido para os dois. Alyssa e Logan não conseguem resistir à atração que sempre sentiram um pelo outro e finalmente descobrem o amor. Mas uma tragédia promete separá-los para sempre. Ou pelo menos é isso que eles pensam. Seriam as reviravoltas do destino e as feridas do coração capazes de apagar para sempre a chama que há dentro deles.


NOTA SOBRE O LIVRO:

Este livro é o puro retrato de que a vida não é um conto de fadas e que todo mundo tem suas bagagens de problemas para carregar.

Logan é um sujeito ferrado na vida e as únicas pessoas que alimentam e acalantam suas dores é a "amiga" Alyssa e o meio irmão Kellan, que aliás, é namorado de Erika, irmã de Alyssa. Os pais de Alyssa são separados, a mãe é uma pessoa amarga e o pai é um sujeito omisso. A mãe de Logan é viciada em drogas e o pai dele é um traficante violento que espanca mãe e filho com frequência. Logan também é viciado em drogas assim como sua mãe, mas luta para dar a ela uma vida mais digna.

Os capítulos do livro são alternados entre a narrativa de Alyssa e a narrativa de Logan (o que eu não gosto muito, como sempre  digo, pois prefiro os livros narrados em terceira pessoa), mas você consegue acompanhar a situação de cada um bem de perto. Quando tudo parecia que iria começar a funcionar acontece uma sucessão de problemas que machucam os dois personagens principais, mas que acaba envolvendo os secundários também, mas nada é tão ruim que não possa piorar... e sim, as coisas pioram!

Dou três estrelas para o livro porque consegui chegar até o final, mas confesso que tive vontade de abandonar várias vezes porque Logan não me convenceu, porque ele me passou o tempo todo a impressão de que era um derrotado e que canalizou tudo em sua vida para a conta de Alyssa. Ela por sua vez também não me conquistou muito porque aguentou todas as merdas dele sem mandá-lo para o inferno. Acredito que amor tenha limite e que precisamos ter um pouco mais de amor próprio em algumas situações, mas tudo se resolve.

Quem mais me conquistou na verdade foi Kellan, o irmão de Logan, pois esse sim foi um guerreiro. Segurou a barra da mãe viciada, do irmão viciado, da namorada maluca, da cunhada apaixonada e depois de um problema pessoal que me tocou muito. Acho que vale a pena ler o livro para que possamos entender que nossos problemas não são nada diante de algumas coisas que acontecem por aí a fora.


ONDE COMPRAR O LIVRO

Saraiva (livro impresso), clique aqui - R$ 18,90 em 20/08/2017
Saraiva (livro digital), clique aqui - R$ 13,93 em 20/08/2017

Submarino (livro impresso), clique aqui - R$ 20,94 em 20/08/2017

Americanas (livro impresso), clique aqui - R$ 23,92 em 20/08/2017

Livraria Cultura (livro impresso), clique aqui - R$ 17,90 em 20/08/2017
Livraria Cultura (livro digital), clique aqui - R$ 3,98 em 20/08/2017

Em comparação ao livro digital da Saraiva, certamente o valor anunciado está errado e poderá sofrer correção a qualquer momento, porém, segue imagem do site para comprovar a oferta anunciada na data de hoje. Quem der sorte de comprar por este valor está no lucro!

Vale ressaltar que os livros digitais da Livraria Cultura são específicos para o leitor digital Kobo! Escolha o seu aqui!

6 de agosto de 2017

FILME - GETÚLIO (cinema nacional)

FILME - GETÚLIO

Agosto de 1954. O jornalista de oposição e dono de jornal Carlos Lacerda, sofre um atentado a bala na porta da sua casa em Copacabana. O pistoleiro erra o tiro e mata o Major da Aeronáutica Rubens Vaz, que fazia a segurança de Lacerda. O presidente da República, Getúlio Vargas, é acusado de mandar matar o maior inimigo político do seu governo. Getúlio passa a ser pressionado por lideranças militares e pela oposição para renunciar ao mandato. As investigações mostram que a ordem para o atentado saiu de dentro do Palácio do Catete. O tenente Gregório Fortunato, chefe da guarda pessoal do presidente e seu homem de confiança há anos, é acusado. Ao lado da filha, Alzira Vargas, seu braço direito na presidência, e colaboradores fiéis como Tancredo Neves e o general Zenóbio da Costa, Getúlio tenta se manter no poder e provar sua inocência. Diante das ameaças que pedem a deposição imediata do presidente, o presidente comete um ato extremo.


NOTA SOBRE O FILME:

"- (...) Eu fui um ditador. Enfrentei tudo e não me arrependo, em momento algum, de censurar os jornais, fechar o congresso e cancelar as eleições presidenciais. Sempre governei para o povo e me senti amado por ele. Foram as leis de proteção ao trabalhador, o salário mínimo, as férias remuneradas (...) "

O filme começa com uma declaração de Getúlio na voz de Tony Ramos.

O jornalista e adversário político de Getúlio Vargas, Carlos Lacerda sofreu um atentado, mas foi seu segurança, o Major Rubens Vaz quem morreu em seu lugar. O atentado, conhecido como o crime da Rua Toneleiro (no Rio de Janeiro) desencadeou uma série de acusações contra o então presidente Vargas. Tal crime foi oportunidade que Lacerda precisava para se eleger deputado. Os demais opositores se uniram para forçar a renúncia de Vargas, acusando-o de crimes como assassinato e corrupção.

"Esse tiro no pé do Lacerda acertou as costas do meu governo", disse Getúlio.

No atentado, estranhamente Lacerda levou um tiro no pé, que na minha opinião também foi uma situação forjada pelo Lacerda, interpretado por Alexandre Borges. O braço direito de Getúlio é sua filha Alzira, interpretada por Drica Moraes. Gregório, o homem de confiança de Getúlio foi incriminado pelo atentado, e o próprio alega que não era para ter sido como aconteceu e sim apenas uma forma de Lacerda saber que havia gente de olho nele, mas que algo saiu errado e fora do combinado. Ele cita nomes.

Getúlio sabia que ceder às pressões da aeronáutica e seus opositores culminaria em sua prisão. No filme, Getúlio menciona que em 24 de agosto de 1954 completaria 11 anos da morte de Getulinho, seu filho, que estaria então com 37 anos! Pesquisando mais informações a respeito deste fato, encontrei informações que não batem com o filme. Achei que Getulinho morreu em 02 de fevereiro aos 23 anos vítima de poliomielite. Fato é que em 24 de agosto de 1954 Getúlio Vargas se matou em seu quarto no Palácio do Catete com um tiro no peito.

“Saio da vida para entrar na História”, escreveu Getúlio Vargas em sua carta-testamento.

O filme é bem abreviado, afinal, estamos falando dos últimos 19 dias de vida dele, mas para quem gosta de história, vale a pena ler mais sobre Getúlio Vargas e sobre outros assuntos relacionados como "a Revolução de 1930", "o Estado Novo".

No meu conceito foi nota 3, mas poderia ter levado 5 se tivesse sido uma série ao invés de um filme, contando mais detalhes, mesmo que apenas uma temporada, ou mesmo uma mini-série. O filme estreou este final de semana no Netflix, então, se você é um assinante, vale muito a pena conhecer um pouco mais da história do Brasil e ver que safadeza, golpes, oportunismo e roubalheira é algo que só se aprimora a cada ano, a cada governo! Culpado ou inocente? Na minha opinião ele foi inocente e vítima de armações. Um governante do povo.

INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES:
  • O vice-presidente Café-Filho foi empossado presidente da República;
  • O general Zenóbio da Costa não participou do governo e alegou que "não poderia compactuar com uma trama indigna e diabólica";
  • Carlos Lacerda se elegeu deputado federal, com votação recorde e Lutero Vargas (filho de Getúlio) também foi eleito;
  • Gregório Fortunato (o homem de confiança de Getúlio) foi condenado  pela morte do Major e pela tentativa de assassinato de Carlos Lacerda juntamente com João Valente, Climério de Almeida, José Soares e Alcino do Nascimento (todos peixes pequenos);
  • Gregório acusou o General Mendes de Moraes, os Deputados Euvaldo Lodi e Danton Coelho e Benjamim Vargas (irmão de Getúlio) de incentivadores do atentado contra Lacerda. Todos peixes grandes e claro, investigados porém declarados inocentes pela justiça;
  • Em 1955, Juscelino Kubitscheck, aliado de Getúlio, foi eleito presidente da República.

"Se não fosse o suicídio de Vargas, 1954 já teria sido 1964. Você verifica: As lideranças de 64 são as mesmas de 54, com os mesmos objetivos. Para mim este é o aspecto mais importante do suicídio de Vargas" (Tancredo Neves).

Getúlio Vargas "se" matou. Juscelino "morreu" em um acidente de carro na Via Dutra e Tancredo Neves "morreu" de diverticulite, um dia antes de assumir a presidência da República.




31 de julho de 2017

SÉRIE - OS BEDWYNS - LIGEIRAMENTE PERIGOSOS - #06 - MARY BALOGH

LIGEIRAMENTE PERIGOSOS - SÉRIE OS BEDWYNS - LIVRO 06 - MARY BALOGH

Ano: 2017
Páginas: 304
Idioma: Português 
Editora Arqueiro

Aos 35 anos, Wulfric Bedwyn, o recluso e frio duque de Bewcastle, está ávido por encontrar uma nova amante. Quando chega a Londres, os boatos que correm são os de que ele é tão reservado que nem a maior beldade seria capaz de capturar sua atenção. Durante o evento social mais badalado da temporada, uma dama desperta seu interesse: a única que não tinha essa intenção.

Christine é impulsiva, independente e altiva – uma mulher totalmente inadequada para se tornar a companheira de um duque. Ao mesmo tempo, é linda e muito, muito atraente.

Em Ligeiramente Perigosos, o sexto e último livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh conclui a saga desta encantadora família unindo um homem e uma mulher tão diferentes, mostrando que o resultado só poderia ser um par perfeito.


NOTA SOBRE O LIVRO:

Wulfric Bedwyn, o duque de Bewcastle, e o mais velho dos irmãos Bedwyn's. Aos 35 anos Wulfric é o solteiro mais cobiçado sim, porém, inatingível, pois ele nem cogita a possibilidade de se casar, sem contar que sua fama não é nada amistosa! A amante que ele manteve por 10 anos faleceu e agora ele está disposto a conquistar uma outra. No fundo sua vida é muito vazia, pois aos 17 anos herdou o título de duque (que nem ao menos desejava, pois seus planos eram outros), se tornando responsável por tudo, inclusive os irmãos. Foi rejeitado por uma moça com quem ele um dia pretendeu se casar, seus irmãos estão todos casados e seguindo suas vidas enquanto ele permanece no meu breu. 
Christine tem 29 anos e ficou viúva de Oscar Derrick, o irmão do visconde de Elrick. Com o falecimento do marido (há cerca de 2 anos após 7 anos de casamento) ela voltou sem nenhum centavo no bolso para a casa da mãe. A única pessoa da família do falecido com quem ela mantém contato é Melanie (que recebe o título de Lady Renable por ser casada com Bertie, o barão de Renable). Uma bela moça humilde e de bom coração, mas também um pouco ansiosa que acaba cometendo gafes que faz com que seja mais rejeitada ainda por algumas pessoas.

Máscaras... ambos usam máscaras! Ele usa a máscara da frieza para não dar ousadia a ninguém de se meter em sua vida. É a máscara que ele aprendeu a usar ao longo dos anos para ocupar o posto que ocupa. Ela usa máscaras para esconder suas dores, suas tristezas, suas mágoas e frustrações. Um demonstra ser extremamente frio e a outra demonstra ser extremamente feliz enquanto na verdade nenhum dos dois realmente são!

A medida em que a leitura vai avançando a gente fica na maior torcida para que os dois se acertem, mas parece que o destino do duque é ser rejeitado. Analisando friamente isso acontece porque ele não sabe expressar realmente o que sente e as palavras que usa acabam sendo mal interpretadas. Chega a dar pena do infeliz! A marca registrada de Wulfric é o monóculo, que eu detesto e Christine também! É impossível conter a vontade de fazê-lo engolir o raio do monóculo cada vez que ele o ergue em sinal de intimidação. A autora não errou em mantê-lo com a mesma postura, a mesma frieza e a mesma austeridade com que o conhecemos nos demais livros. Seria tedioso se ao se apaixonar ele se tornasse um babaca.

Difícil dizer qual dos livros eu gostei mais, mas ouso dizer que Wulfric me cativou de uma forma bem diferente dos demais Bedwyn's e que sem sombra de dúvida a autora fechou a série com chave de ouro. Uma história com algumas cenas picantes, outras engraçadas, outras exageradas, mas tudo na dosagem elegante de Mary Balogh.

Levou ★ ★ ★ ★ (5 estrelas) na minha classificação sim!

A única queixa é que as editoras estão deixando a desejar no quesito revisão. Encontrei alguns erros bobos, mas que não deveriam existir, afinal, acredito que tudo seja revisado mais de uma vez. Por duas vezes na história Wulfric é chamado de "conde" quando ele é o "duque". Também achei um "lago" escrito como "algo" e outras palavrinhas comidas. Os livros estão se tornando bem caros para cometer essas gafes.


ONDE COMPRAR O LIVRO:


Saraiva (livro digital), clique aqui - R$ 24,99 em 31/07/2017

Saraiva (livro impresso), clique aqui - R$ 27,90 em 31/07/2017

Submarino (livro impresso), clique aqui - R$ 31,92 em 31/07/2017

Americanas (livro impresso), clique aqui - R$ 30,92 em 31/07/2017

Livraria Cultura (livro digital), clique aqui - R$ 24,99 em 31/07/2017

Livraria Cultura (livro impresso), clique aqui - R$ 39,90 em 31/07/2017

29 de julho de 2017

LIVRO - AQUELES QUE PERDEMOS - SHEENA KAMAL


AQUELES QUE PERDEMOS - SHEENA KAMAL



Ano: 2017

Páginas: 384
Idioma: português 
Editora: HarperCollins Brasil

Uma história surpreendente protagonizada por Nora Watts, uma mulher brilhante, destemida, caótica e imperfeita – tão irresistível quanto Lisbeth Salander, de Stieg Larsson, e Harry Hole, de Jo Nesbø

Nora Watts possui um talento único: quase sempre consegue dizer quando alguém está mentindo. Por isso é tão boa em seu trabalho como pesquisadora e investigadora particular de uma pequena firma. Ela é durona e esperta, duas qualidades que desenvolveu para sobreviver a uma infância terrível. Largada pelos pais, ela passou por todo tipo de abuso e traição ao longo vida, e carrega feridas invisíveis e um coração cheio de raiva. Quando um casal pede ajuda para encontrar sua filha desaparecida, ela decide intervir. Nora sabe os perigos que as ruas escondem. Porém, sua investigação toma um caminho terrível quando descobre que Bonnie, a adolescente sumida, é a filha que a própria Nora entregou para adoção anos atrás. Agora, ela deve entrar no mundo implacável do mercado negro e do tráfico de pessoas – um lugar no qual a riqueza e o poder estão acima da moralidade.


NOTA SOBRE O LIVRO by Glauci Guedes


Leitura Concluída: 
Aqueles que Perdemos - Sheena Kamal.

Comecei a ler esse livro de boa, sem pretensão alguma, pois quando eu leio na sinopse comparações com personagens aclamados, fico meio com o pé atrás. 

Mas olha que surpresa agradável. 

Adorei o livro. 

O enredo é bom, a protagonista é uma anti-heroína, com a vida toda errada: uma sobrevivente. 

Resolve as coisas da forma como ela acredita ser a certa. Não tem medo, nem escrúpulos:

"Ela deveria pensar melhor antes de introduzir um elemento radical na sua casa, por que elementos radicais como eu são intrinsecamente instáveis e incapazes de deixar de fazer o que fazemos de melhor: foder com tudo de bom que passa por nosso caminho."

Classifiquei no skoob com ★ ★ ★ ★ ☆ ( quatro estrelinhas ).


ONDE COMPRAR O LIVRO

Saraiva (livro impresso), clique aqui - R$ 40,40 em 29/07/2017
Saraiva (livro digital), clique aqui - R$ 26,91 em 29/07/2017

Submarino (livro impresso), INDISPONÍVEL em 29/07/2017

Americanas (livro impresso), INDISPONÍVEL em 29/07/2017

Livraria Cultura (livro impresso), INDISPONÍVEL em 29/07/2017
Livraria Cultura (livro digital), clique aqui - R$ 29,90 em 29/07/2017

22 de julho de 2017

LIVRO - PIANO VERMELHO - JOSH MALERMAN

PIANO VERMELHO - JOSH MALERMAN

Ano: 2017
Páginas: 320
Idioma: Português 
Editora Intrínseca


Ex-ícones da cena musical de Detroit, os Danes estão mergulhados no ostracismo. Sem emplacar nenhum novo hit, eles trabalham trancados em estúdio produzindo outras bandas, enchendo a cara e se dedicando com reverência à criação — ou, no caso, à ausência dela. Uma rotina interrompida pela visita de um funcionário misterioso do governo dos Estados Unidos, com um convite mais misterioso ainda: uma viagem a um deserto na África para investigar a origem de um som desconhecido que carrega em suas ondas um enorme poder de destruição.
Liderados pelo pianista Philip Tonka, os Danes se juntam a um pelotão insólito em uma jornada pelas entranhas mortais do deserto. A viagem, assustadora e cheia de enigmas, leva Tonka para o centro de uma intrincada conspiração.

Seis meses depois, em um hospital, a enfermeira Ellen cuida de um paciente que se recupera de um acidente quase fatal. Sobreviver depois de tantas lesões parecia impossível, mas o homem resistiu. As circunstâncias do ocorrido ainda não foram esclarecidas e organismo dele está se curando em uma velocidade inexplicável. O paciente é Philip Tonka, e os meses que o separam do deserto e tudo o que lá aconteceu de nada serviram para dissipar seu medo e sua agonia. Onde foram parar seus companheiros? O que é verdade e o que é mentira? Ele precisa escapar para descobrir.

Com uma narrativa tensa e surpreendente, Josh Malerman combina em Piano Vermelho o comum e o inusitado numa escalada de acontecimentos que se desdobra nas mais improváveis direções sem jamais deixar de proporcionar aquilo pelo qual o leitor mais espera: o medo.


NOTA SOBRE O LIVRO by Glauci Guedes

Minha amiga Glauci dispensa comentários sobre suas resenhas... ela tem uma perfeição que eu nunca conseguirei alcançar, por isso, trago a vocês mais um livro do seu acervo...

Leitura Concluída: 
Piano Vermelho - Josh Malerman

Bom, ainda não digeri essa história.

Eu não li Caixa de Pássaros e talvez se tivesse lido, não teria me aventurado nessa leitura.

Bom, não gosto de livros com narrativas que mesclam presente e passado, isso me confunde muito. E o fato do autor não descrever os personagens me deixa mais perdida ainda. Junta tudo isso com uma história surreal em que se ouve algo, mas nada do que se vê, você pode acreditar, e está feito a confusão. Para deixar mais estranho, coloca nessa mistura personagens nada cativantes, com um romance (e até agora me pergunto por que o autor fez isso) sem liga, entre dois personagens sem graça. O que salva o livro é o enredo, que é bom, como disse a Joyce Roberta, tem uma pegada Sci-Fi. E o final deixa muito a desejar. 

Classifiquei no Skoob com ☆☆☆ (três estrelas).


FICOU CURIOSO(A), ENTÃO VEJA ONDE COMPRAR O LIVRO:

Saraiva (livro físico), clique aqui - R$ 39,90 por R$ 31,90 em 22/07/2017
Saraiva (livro digital), clique aqui - R$ 24,90 em 22/07/2017

18 de julho de 2017

LIVRO - QUANDO A NOITE CAI - CARINA RISSI

QUANDO A NOITE CAI - CARINA RISSI

Ano: 2017
Páginas: 476
Idioma: português 
Editora Versus

Briana Pinheiro sabe que não é a pessoa mais sortuda do mundo. Sempre que ela está por perto algo vai mal, especialmente no trabalho. Por isso é tão difícil manter um emprego. E a garota realmente precisa de grana, já que a pensão da família não anda nada bem. Mas esse não é o único motivo pelo qual Briana anda perdendo o sono. Quando a noite cai e o sono vem, ela é transportada para terras distantes: um mundo com espadas, castelos e um guerreiro irlandês que teima em lhe roubar os sonhos... e o coração. Depois de ser demitida — pela terceira vez no mês! —, Briana reúne coragem e esperanças e sai em busca de um novo trabalho. É quando Gael O’Connor cruza seu caminho. O irlandês de olhar misterioso e poucas palavras lhe oferece uma vaga em uma de suas empresas. Só tem um probleminha: seu novo chefe é exatamente igual ao guerreiro dos seus sonhos. Enquanto tenta manter a má sorte longe do escritório, Briana acaba por misturar realidade e fantasia e se apaixona pelo belo, irresistível e enigmático Gael. Em uma viagem à Irlanda, a paixão explode e, com ela, o mundo de Briana, pois a garota vai descobrir que seu conto de fadas está em risco — e que talvez nem mesmo o amor verdadeiro seja capaz de triunfar...


NOTA SOBRE O LIVRO by Glauci Guedes

Leitura Concluída: 
Quando a noite cai - Carina Rissi.

Amei perdida. Não li as continuações pois achei desnecessário, não gosto de continuações em livros que nasceram para serem únicos. Li o da Luna e não gostei. Então, peguei esse novo sem pretensões, e só peguei pra ler, por causa da história paralela - Irlanda minha paixão! - e que surpresa deliciosa. No começo do livro, as situações que a Briana se envolvia eram bem surreais, achei bem cansativo aquele excesso de "tragédias" e não gostei muito de como ela lida com isso, passa a impressão de que é legal ter baixa autoestima e ser desastrada, mas isso não vem ao caso, um click-it tem protagonistas assim (por isso é muito clichê). O que me segurou nessa história foi realmente a fantasia, a história da princesa e do plebeu, linda e trágica. Apaixonante. E o que me deixou mais feliz foi a forma como as histórias se encontraram e se entrelaçaram. Fui pra Irlanda junto com Gael e Briana, e o final? Fofo. O pedido de casamento mais fofo da literatura. E quanto ao excesso de azar da protagonista? Mudei de opinião. Ciara e Lorcan serão eternos no meu coração. Classifiquei no skoob com ★ ★ ★ ★ ☆ (quatro estrelas).


ONDE COMPRAR O LIVRO

Saraiva (livro impresso), cliquei aqui - De R$ 39,90 por R$ 23,90 em 18/07/2017
Saraiva (livro digital), cliquei aqui - R$ 27,90 em 18/07/2017

Submarino (livro impresso), clique aqui - R$ 26,90 em 18/07/2017

Americanas (livro impresso), clique aqui - R$ 30,92 em 18/07/2017

Livraria Cultura (livro impresso), clique aqui - R$ 39,90 em 18/07/2017
Livraria Cultura (livro digital), clique aqui - R$ 27,90 em 18/07/2017

11 de julho de 2017

LIVRO - SEGREDOS E MENTIRAS - DIANE CHAMBERLAIN

LIVRO - SEGREDOS E MENTIRAS - DIANE CHAMBERLAIN

Ano: 2014
Páginas: 288
Idioma: Português 
Editora: Arqueiro

A carta não terminada é a única pista que Tara e Emy têm para entender o que levou sua amiga Noelle ao suicídio. As três eram inseparáveis desde a faculdade e tudo a respeito de Noelle – seu trabalho de parteira, a forma como se dedicava apaixonadamente a diversas causas sociais, seu amor pelos amigos e a família – se encaixava na descrição de uma mulher que amava a própria vida, só que havia muitas coisas que Tara e Emy desconheciam.


NOTA SOBRE O LIVRO:

Diane Chamberlain é formada em serviço social e, antes de ter a primeira obra publicada, trabalhou em hospitais com atendimento psicoterapêutico de adolescentes. Meu primeiro contato com a autora foi através do livro "Perdas e Danos" e Segredos e Mentiras é um dos livros que estava há algum tempo na minha lista de "próximas leituras". O que mais chamou minha atenção para ler foi o motivo que levou Noelle a cometer o suicídio, porém, este livro traz muito mais do que isso...

Este livro, se não for o mais, certamente é um dos mais difíceis de comentar, afinal, existem muitos segredos ao redor da personagem principal, que é Noelle e se não tomar cuidado, acabo revelando os pontos principais. Um belo quebra-cabeças para ser montado e o suicídio em si perde totalmente o foco quando esses segredos começam a ser revelados. Neste caso, tanto Emy quanto Tara vivem uma situação inusitada, que é conhecer verdadeiramente alguém que "conheciam" muito. Uma das mensagens do livro é que a gente pode viver anos ao lado de uma pessoa, mas nunca saberemos quem é ela de verdade, o que ela é capaz de fazer, seja por bem ou por mal!

Os capítulos são narrados individualmente por cada personagem de forma sincronizada, mas também inteligentemente cativante. Noelle (narrado em terceira pessoa), Tara, Emy Anna e Grace (em primeira pessoa).

APRESENTANDO OS PERSONAGENS...

Tara e Emerson conheceram Noelle na faculdade. Tara namorou Sam por sete anos até se casarem e terem a primeira e única filha, Grace, atualmente com 16 anos. Emy casou-se com Ted e juntos tiveram Jenny, também com 16 anos! Sam faleceu em um acidente de carro há alguns poucos meses antes do suicídio de Noelle. Jenny é uma garota doce e se dá bem com a mãe, Emy. Grace é uma garota mais rebelde e reservada e não dá espaço para a mãe, Tara. A relação das duas tem sido bem fria, ainda mais agora que Sam faleceu. Ian é ex-noivo de Noelle e sócio de Sam! Ele tem sido bem presente na vida de Tara, mas também tudo o que sabe de Noelle é o que as amigas sabem, ou seja, quase nada.

Os segredos de Noelle são muitos e todos desconhecidos por suas amigas Emy e Tara. Somente agora que estão mexendo em tudo que pertencia à Noelle estão descobrindo tais segredos e claro, ficando completamente embasbacadas, pois nunca perceberam e nem imaginaram que Noelle era capaz de fazer tais coisas.

Anna é mãe de Haley, que tem apenas 13 anos e que sofre com a volta da leucemia. Anos antes quando a doença foi detectada, Bryan, o pai de Haley, não suportou a dor e em um ato de covardia, simplesmente foi embora deixando mulher e filha sozinhas nessa luta. Agora que soube que a doença da filha está de volta, ele também voltou para recuperar o tempo perdido e lutar pela cura da filha. Há porém algo que aconteceu com o casal anos atrás que coloca Noelle ligada a eles.

O leitor vai sabendo de tudo, tendo as revelações de tudo, tudo que se concentra em Emy e Jenny, Tara e Grace e claro, Noelle. Achei que faltou um desfecho para Ian, que talvez em um ou dois capítulos fosse dado mais espaço para ele, porém, entendi que ele não era o foco e que sua participação não alteraria o rumo da história, mas quando li a última linha simplesmente lembrei de respirar. Lembrei por medo do que viria e principalmente pela reviravolta no desfecho final. Enquanto pensava no que escrever sobre o livro fui tendo flashes dos indícios e dos detalhes que achava tão bobo, mas que no final fizeram todo sentido!

Esse sem dúvida levou a quarta estrela na reta final e merece toda recomendação de leitura sim!


ONDE COMPRAR O LIVRO

Saraiva (livro impresso), clique aqui - R$ 34,90 em 11/07/2017
Saraiva (livro digital), clique aqui - R$ 23,74 em 11/07/2017

Livraria Cultura (livro impresso), clique aqui - R$ 34,90 em 11/07/2017
Livraria Cultura (livro digital), clique aqui - R$ 24,99 em 11/07/2017

Submarino (livro impresso), clique aqui - R$ 27,89 em 11/07/2017

Americanas (livro impresso), clique aqui - R$ 27,89 em 11/07/2017