30 de agosto de 2015

DUOLOGIA - PELE & ALMA - PELE - #01 - BYA CAMPISTA


DUOLOGIA - PELE & ALMA - PELE - LIVRO 01 - BYA CAMPISTA

Linda Parlson é uma menina doce que se muda para Nova York numa tentativa de refazer sua vida, após relacionar-se com homem que quase a destruiu. Dimitri Logan, apesar de sua sensualidade e beleza extremas, é um homem frio, autoritário e conforme suas palavras, não fadado a relacionamentos. Sexualmente falando, é um homem realizado, que gosta e precisa estar no controle. Quando se conhecem o desejo é inevitável e avassalador. Linda se vê obrigada a encarar seus demônios e pavores e Dimitri, por sua vez, perde o que tem de mais concreto: seu controle. É exatamente num fim de tarde qualquer que essas histórias se cruzam, mudando suas vidas para sempre. Pele é o primeiro volume da Duologia de uma história intensa, que fala de desejo, paixão e amor. 



NOTA SOBRE O LIVRO:



Tudo acontece quando Linda Parlson estava tomando seu café em uma bela cafeteria na cidade de Nova York. Seu estado era de completa desatenção, tanto que nem ao menos novou a bela espécime de homem que a observava atentamente. Para ele, aquele estado de desatenção era na verdade a forma mais sexy que ele já tinha visto alguém degustar tal bebida. Para Linda aquele estava sendo o recomeço de uma vida e para Dimitri Logan apenas mais um dia ruim... Ruim até colocar seus lindos olhos azuis em Linda. 


O primeiro contato foi intenso, já que ambos sentiam-se completamente atraídos. Dimitri demonstrava alguma coisa um pouco mais selvagem, digamos assim. Ele estava fascinado, mas ao mesmo tempo curioso porque aquela mulher estava mexendo demais com seus instintos masculinos. Linda também estava encantada com tamanha beleza, mas era como se ela não estivesse pronta para nenhum tipo de envolvimento. 

"- Logan. - Dimitri atendeu sem tirar seus olhos dela.
- Agora você já sabe algo sobre mim. - Linda o olhou de forma tão profunda, que Dimitri se sentiu invadido.
Começa aqui a intensa e profunda história de amor entre Linda Parlson & Dimitri Logan. 

Linda Parlson era órfã de pai e mãe, havia se mudado há pouco tempo para a cidade de Nova York justamente para recomeçar sua vida. Tentou durante algum tempo viver em Charlotte com seus tios, mas decidiu que outro lugar seria o melhor a fazer. Vivia em um pequeno apartamento no subúrbio de Nova York, porém bem conservado e ornamentado com seu pufe roxo e os girassóis que tanto amava. Poucos eram seus pertences e a modesta cama de solteiro era o que acalentava seu corpo todas as noites. Como ela mesma disse "suas noites eram normais". Ela trabalhava como assistente no escritório de advocacia Thompson Lawyers, onde Collin Stewart, advogado especialista em direito de família, era um dos sócios, mesmo que minoritário.

Collin era um homem atraente, engraçado, divertido, bem humorado, simpático, olhos verdes, corpo bronzeado, forte, atlético e mesmo no ambiente de trabalho era um cara de bem com a vida. Nutria uma enorme paixão por Linda, mas... bem, mesmo com todos os predicados, Collin, na visão de Linda, era apenas um bom amigo e ela não o via com os mesmos olhos. Como melhor amiga, Linda tinha a engraçadissima Lee. A garota realmente é uma figura. Sabe o tipo "porra-loka" que não tem papas na língua e que ainda consegue ter várias tiradas de diversas situações? Então, essa é Lee Sato. Digamos que Lee seja a versão feminina de Tony, o amigo de Dimitri Logan, que é tão engraçado e desbocado quanto Lee.




Dimitri Logan não era um homem comum. Cá entre nós me atrevo a dizer que o homem era um verdadeiro Deus e que sua beleza e imponência beiravam o absurdo. Um empresário poderoso, um homem controlador e dono de suas vontades, porém, desde que cruzou  com Linda em seu caminho, não estava se reconhecendo. Estava sempre dando um jeito de interceptá-la e de saber mais ao seu respeito. Até mesmo o fato de revelar muito sobre sua vida, sua personalidade era algo que o assustava, pois ele não estava habituado a uma intimidade nesse nível. Dimitri sabia com quais mulheres se envolvia e elas nunca tiveram tanto acesso em sua pessoa como Linda estava tendo mesmo sem buscar por isso.



Não preciso nem dizer que Dimitri simplesmente ficou transtornado quando viu Linda almoçando com Collin e que seu lado possessivo e ciumento assustou a si próprio, pois ele mesmo dizia que não era um homem fadado a relacionamentos, então, que diabos de sentimentos eram aqueles que estavam cercando seus pensamentos, suas ações e desejos? Seria apenas um desafio por aquela mulher não ter se jogado de cara aos seus pés?

Vale dizer que Linda tem um misto de simplicidade e ousadia. Em alguns momentos ela consegue ser ousada em suas respostas enquanto em outros se sente perdida e sem saber o que fazer ou como agir. Linda não era aquele tipo de garota ingênua, ao contrário, ela carregava um fardo muito pesado do seu passado e talvez, ou melhor, certamente por esse motivo é que ela sempre procurava se manter a distância, no anonimato, como se isso pudesse preservar a sua vida.

Quando Dimitri revelou para Linda que ele era um Dominador, ela levou um susto. Para ela, aquele universo se resumia em dor e ela não queria sentir dor. Para Dimitri, a reação de Linda também foi um susto, mas para ele, susto maior foi sua própria reação diante de Linda. Nada... Absolutamente nada daquilo fazia parte do seu mundo, mas, confesso que depois de tudo, a primeira vez deles foi incrível, foi também emocionante. Apesar de se tratar de uma cena de sexo, onde sempre o desejo fala mais alto, a entrega de ambos foi perfeita.

"De joelhos, tirou sua calcinha com reverência e um pensamento lhe ocorreu: Estou de joelhos por esta mulher."
Ploft! No momento em que li esta frase "Estou de joelhos por esta mulher", simplesmente me apaixonei mais ainda por este homem lindo, incrivelmente perfeito! Como é complicado falar dele sem parecer piegas, sem parecer clichê, sem parecer babação de ovo, mas eu vi este personagem nascer. Sou eternamente fã da Bya Campista e eternamente fã desta duologia! Esta é a segunda vez que leio essa história e confesso que da segunda vez está muito melhor do que da primeira, pois consigo sentir a história muito mais viva, muito mais intensa. Sem contar que essa segunda edição passa muito mais maturidade dos personagens.

"- Jamais saia de perto de mim sem me dar um beijo (Dimitri Logan)"
Meu amoooooooooooooooor não precisa pedir duas vezes... te beijo todinhoooooo (ops, foco Fernanda! Foco!)
"- É impressionante como você me surpreende de todas as formas - Linda piscou. - Hummm, Deus do sexo?"
Linda, você é uma sortuda... #takeospariu (hã hãn! Foco Fernandaaaaaa)


O relacionamento de Linda & Dimitri está fluindo bem, afinal, Linda não demonstra ser aquele tipo de garota que resolve ser uma submissa, mas que fica se revelando, exigindo mil e uma explicações, exigindo saber coisas do passado do parceiro e que provoca no cara e no leitor sensações homicidas.

Esta segunda edição do livro enfrentou um ano de trabalho árduo, de dedicação da autora, de revisão, sem contar que paralelamente ela ainda estava escrevendo o segundo livro da duologia, que, agora durante a Bienal do Livro no Rio de Janeiro, entre os dias 03 e 13 de Setembro terão seus lançamentos oficiais e simultâneos. Vale lembrar que os dois livros estarão disponíveis para venda tanto no formato impresso quanto no formato digital. Como de costume, ao final da nota, deixarei os links de compra de cada livro!

Linda acabou revelando a Dimitri sobre o seu passado e o melhor de tudo é que ela não fica de "mimimi" pelo que aconteceu em sua história. Ela tem sim seus momentos de insegurança, de fragilidade, mas isso acaba sendo tão rápido que não dá tempo de criticá-la. Linda acaba sendo uma personagem tão querida quanto Dimitri. Dimitri reagiu como era esperado, mas isso também não fez dele um homem chato. Sua possessividade é algo pertinente da sua característica. É visível como ele é um excelente empresário, competente e profissional, porém, com Linda e até mesmo com o amigo Tony seu comportamento acaba sendo fascinante.

Tem uma música que me veio a mente agora, que não faz parte da playlist do livro, mas que me fez pensar muito no Sr. Logan e em seus desabafos, que é "Pareço um menino", na voz do Fábio Júnior e a razão é porque assim que eu enxergo Dimitri Logan Apaixonado, como um menino descobrindo o que é o amor... Aproveitando para fazer um adendo, a história é narrada do ponto de vista do narrador, ou seja, em terceira pessoa e isso, no meu ponto de vista é fascinante, pois fica muito mais fácil para o leitor saber o que todos os personagens estão sentindo no exato momento em que a cena está sendo desenrolada. Particularmente é meu tipo de leitura favorita.

O que parecia estar sob controle na verdade não estava... problemas se aproximando de Linda, um passado que estava claro que não havia sido solucionado estava cercando sua segurança, mas ela nem desconfiava. Problemas para Dimitri, que colocou toda sua influência para proteger sua garota. Sim, o homem que não era fadado a relacionamentos estava sucumbindo ao "universo baunilha".
"Como é que pode? Nosso coração bater fora do nosso peito?" (Dimitri)
A cada dia que passava Dimitri estava mais apaixonado por Linda e a recíproca era totalmente verdadeira, no entanto, nenhum dois dois tinham coragem de dizer as palavras mágicas. Isso não diminuía a intensidade dos sentimentos de nenhum dos dois, não havia esse tipo de cobrança, mas era visível aos olhos o quanto os dois se amavam. Tanto que quando aconteceu, foi sincero, foi bonito e foi muito verdadeiro e emocionante.

Gente, a cena do mini vibrador foi demais. Dimitri esbanjava seu lado irônico e divertido. Ao lado de Linda ele conseguia ser ele mesmo e não quem as pessoas acham que ele era (e essas foram suas próprias palavras ao falar de Linda).

E para fechar, tudo que posso dizer é que terminei esse livro mais uma vez com o coração na mão e um sentimento de impotência e desejo de vingança... para quem já leu, sabe do que eu estou falando, mas quem ainda não leu, vai entender no momento certo. Você certamente vai emendar uma leitura na outra porque você vai necessitar saber o que vai acontecer! É o que eu vou fazer, mas eu só vou poder trazer a nota para vocês depois da Bienal do Livro, pois, esta semana embarcarei para o Rio de Janeiro e neste período estaremos sem postagens aqui no blog. 


ONDE COMPRAR OS LIVROS:

EBOOK

Pele - clique aqui
Alma - clique aqui

IMPRESSOS


Os livros impressos estão sendo vendidos diretamente pelo site da autora, então, clique aqui para escolher o seu kit. 

Veja que do lado direito da tela você encontrará o menu idêntico ao da imagem ao lado (=>) onde você poderá escolher qual livro você quer.

Eu já tenho o livro da primeira edição, mas jamais na minha vida ficaria sem o livro da segunda, então, no meu pedido de compra solicitei Pele e Alma juntos, ainda mais porque o frete está incluso.

Lembrando que esta segunda edição de Pele e o lançamento de Alma estão sendo feitos de forma totalmente independente. 



Durante a Bienal do Livro no Rio de Janeiro este ano de 2015, quem for, poderá comprar os livros diretamente no Stand da Editora Bezz e ainda pode aproveitar para tirar fotos e tietar com a Bya Campista.




AVISOS




O envio dos exemplares e a liberação dos ebooks começará no dia 03 de setembro, dia em que estarão disponíveis na Bienal do Livro do RJ, aliás, falando em Bienal, temos alguns encontros marcados: 




Sábado 05/09: 17h - Stand Amazon (Pavilhão Verde) / 20h - Stand da Ed. Bezz (Pavilhão Azul)
Sábado 12/09: 19h - Stand Ed. Bezz (Pavilhão Azul)




Quer acompanhar a playlist enquanto você lê o livro?

Clique aqui e navegue no site da autora. Ao lado direito da tela você vai encontrar esta imagem (=>) e poderá curtir todas as músicas que são mencionadas durante a história sem ter que ficar pesquisando no youtube.

1 comentários:

Bya Campista disse...

Morri com esta resenha!
Fernandaaaaaaaaaaaaa #morta!
OMG! Obrigada! :)

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA PUBLICAÇÃO!