10 de junho de 2015

TRILOGIA FOREVER - BLACK PARA SEMPRE - #01 - SANDI LYNN


TRILOGIA FOREVER - BLACK PARA SEMPRE - LIVRO 01 - SANDI LYNN


Black Para Sempre - O primeiro livro gira em torno de Ellery, que sempre imaginou que seu futuro estaria ao lado de seu namorado perfeito e seus felizes para sempre estava garantido. Entretanto, quando ele faz suas malas e pede espaço, ela vê seu mundo ruir e decide focar somente em suas pinturas e desistir de relacionamentos, até que em uma noite ajuda um homem completamente bêbado a chegar a sua casa em segurança. Um homem que logo estará disposto a brigar por um futuro ao lado de Ellery e apoiá-la quando seu mundo estilhaçar novamente.


NOTA SOBRE O LIVRO:

Eu li esta história em meados de 2013 quando ela não passava de uma tradução independente já que o livro ainda não tinha previsão de ser lançado no Brasil. Agora o livro está em pré-venda (e eu já garanti o meu) em algumas livrarias sob o selo da Editora Valentin. Muito se falou também a respeito da capa, já que muitos leitores ficaram frustrados (inclusive eu) porque a editora brasileira não manteve a capa original. Agora já estou me acostumando com ela e vendo que apesar dela não ser o que estávamos esperando, a capa ficou bonita e tem relação com a história, então, vamos ao que interessa que é falar do conteúdo.

Ellery foi abandonada pelo namorado, Kyle, sob a justificativa de que o mesmo precisava de espaço, então, tão certo como dois e dois são quatro, o boy magia simplesmente fez as malas, deixou um dinheiro em cima da mesa para o pagamento das contas e foi embora. Ela teve uma vida muito sofrida, perdeu a mãe muito nova e o pai afundou-se na bebida. Como desgraça pouca é bobagem, algo se instalou na vida de Ellery deixando-a fragilizada. Ela amadureceu muito rapidamente, afinal, tinha que cuidar do pai alcoólatra, o que não durou muito, afinal, depois de pouco tempo o pai dela sucumbiu e também faleceu. Vocês pensam que ela ficou choramingando pelos cantos porque levou um pé na bunda (PNB famoso)!? Nada disso! Ela ficou triste alguns dias, claro, afinal foram quatro anos vividos com Kyle, mas ela deu a volta por cima bem rápido e eu amei isso nela. Kyle entrou para minha lista dos personagens babacas.

Ellery tinha sua melhor amiga, Peyton, que era aquele tipo de mulher que era bonita e sabia usar isso a seu favor. Para animar um pouco Ellery, Peyton a levou a um clube chamado "Clube S", famoso por atrair pessoas que estavam em busca de algo mais que bebidas, beijos e abraços. Foi nesse clube que Ellery viu Connor Black pela primeira vez. Ele era lindo e estava completamente bêbado, e em determinada situação foi convidado a se retirar do clube mas, como estava sem condições de chegar em casa sozinho, Ellery o colocou em um táxi e o acompanhou até lá. A pretensão dela era chegar ao apartamento, colocá-lo na cama e partir, mas como ele começou a vomitar, Ellery ficou preocupada dele engasgar com o próprio vômito, afinal, de bêbados ela entendia bem e já tinha passado por isso antes. Então Ellery acabou dormindo (sim, apenas dormindo) ao lado de Connor.

Na manhã seguinte Ellery foi grosseiramente questionada por Connor do por quê ela ainda estava em sua casa, já que ele nunca dormia com mulher alguma. Como ele não se lembrava do que tinha acontecido na noite anterior, ele achou que Ellery era uma de suas conquistas e que ela havia quebrado sua regra número um. Só que Ellery não se fez de rogada e falou algumas verdades para ele antes de ir embora. Connor ficou intrigado com aquela mulher que fez tudo para ajudá-lo sem nem ao menos conhecê-lo. Após o primeiro passo de Connor descobrir quem era aquela mulher, começou então uma amizade que logo se transformou em desejo mútuo. 

Connor não se relacionava com mulher alguma, pior, ele nunca sentiu nada ao levá-las para cama além do puro sexo. Já Ellery, por sua vez, não podia deixar aquele novo sentimento ir muito longe, pois algo do seu passado, que estava escondido, poderia destruir ainda mais o já tão frágil lado emocional de Connor Black. Apenas Payton e Kyle sabiam de sua história, mas é claro que Connor iria descobrir esse algo sobre o passado de Ellery e as coisas desandariam, afinal, ele não soube da forma mais correta, que seria ela contando. Se fosse diferente não teria graça e foi assim que aconteceu, pois o homem se transformou em uma fera faminta.

Claro que muitas pessoas vão dizer que esta é uma história "mais do mesmo" (termo que tem sido muito usado ultimamente), mas a verdade é que para quem gosta do estilo de romance, este é mais um que vai prender a atenção do leitor. Não dá para ficar falando muito da história e ficar revelando o que aconteceu porque senão perde a graça da leitura. As duas cenas mais marcantes para mim foi da viagem que eles fizeram e depois quando ela acabou indo para outra cidade atrás de resolver sua vida. Quando eu li o livro 01 fiquei meio com raiva dela, mas depois acabei entendendo melhor o que ela fez, pois consegui juntar o ponto de vista dela com o ponto de vista dele (que acontece no livro 02) e sacar qual tinha sido o lance dos dois (e me apaixonar mais pelo Sr. Black).

O final foi sem sombra de dúvidas surpreendente e muito emocionante!


ONDE COMPRAR O LIVRO:

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA PUBLICAÇÃO!