22 de março de 2015

LIVRO - UM ROMANCE INESQUECÍVEL - J.R. WARD


UM ROMANCE INESQUECÍVEL - J.R. WARD

As mulheres mais influentes de Manhattan estão sendo assassinadas e Grace, uma linda herdeira da alta sociedade e famosa por sua fabulosa fortuna, é um possível alvo. Relutante, porém vulnerável, ela contrata John Smith para ser seu guarda-costas: um homem intransigente que está disposto a tudo para protegê-la. Ao mudar para o apartamento de Grace o sentimento entre eles começa a mudar. Ela se sente atraída por John, que dita as regras para sua segurança. E ele também não contava com esse desejo incendiário que o tira de qualquer lógica racional. Enquanto as noites de verão começam a ficar cada vez mais quentes, Grace e Smith precisam enfrentar uma escolha crucial: seguir os mandamentos profissionais para afastá-la do possível assassino ou se entregar ao sentimento dessa paixão ardente.


NOTA SOBRE O LIVRO:

Um romance inesquecível está no skoob e é o livro que me escolheu desta vez. Comprei o exemplar durante a bienal do livro em São Paulo e somente agora que tive a oportunidade de ler.

Bem, a própria sinopse resume bem a história do livro. Claro que por trás deste romance entre Grace e John há a questão dos assassinatos. Aliás, o assassino não demonstrava nenhuma piedade de suas vítimas e eu cheguei a suspeitar que as demais vitimas na verdade servissem apenas de "ponte" para que o ele chegasse até Grace. No entanto, uma coisa é certa: ele chegaria sim até Grace, mas não que ela fosse seu alvo principal. Na verdade essa pessoa era na verdade um mau perdedor. Alguém que simplesmente não aceitava um não como resposta.

O casamento de Grace com Ranulf estava em vias de ser destituído através do divórcio e não haviam rumores nem conhecimento da sociedade quanto ao fato. Ranulf estava "viajando" até que tudo se resolvesse. Sua aparição foi bem escassa, mas o suficiente para que o leitor tenha a plena certeza de que ele era um grande idiota e não, não era ele o assassino. Aliás, Grace se casou com o "conde" apenas por impulso e não demorou muito para que a desilusão a levasse a tomar a decisão do divórcio. O pai de Grace faleceu, mas em vida foi um homem controlador e que sempre impôs suas vontades sobre a filha, inclusive o casamento, que fracassou. No entanto, o relacionamento com o pai sempre foi mais forte e evidente. Já com a mãe, o relacionamento nunca foi dos melhores, quer dizer, nunca passou da cordialidade necessária que a relação exigia, sem contar, que a primeira impressão que se tem da mãe é que ela era uma dondoca fútil, totalmente diferente de Grace. Ela era daquele tipo de mulher que vivia de aparências, então, na concepção dela, para viver um casamento feliz, a filha também teria que viver assim. A filha deveria fazer pose para a sociedade e ser um troféu para o marido. A mulher era um poço de aparências. Sim, ela vivia do status, do politicamente correto, do bom nome e dos bons costumes. Para ela, as aparências, claro, era o único combustível para uma vida feliz. Feliz? Duvido que a mãe de Grace tinha conhecimento sobre o que era a felicidade justamente por seu comportamento sempre tão previsível e automático. Devido ao falecimento do pai, Grace assumiu a presidência da fundação, mas Lamont, um sujeito estranho, não ficou muito satisfeito com esta ocupação. Ele tinha atitudes suspeitas e muito interesse em ver Grace pelas costas. Não posso afirmar que ele esteja ou estivesse envolvido com as mortes, mas acredito que ele esteja envolvido em negócios obscuros e que envolvam o dinheiro da fundação.

John assumiu a tarefa de proteger Grace. Ele era indiscutivelmente o melhor, mas estava completamente atraído por Grace. Isso por sí só já era um grande problema. Primeiro porque o homem nunca havia se envolvido com mulher alguma e segundo, porque se envolvendo com Grace, ele estaria completamente vulnerável em seu objetivo, em seu trabalho. Por este motivo John acabou sendo irritante por inúmeras vezes, pois sua necessidade de se controlar acabava interferindo em qualquer avanço de uma possível relação. Todo enredo gira em torno da proteção de Grace e não há, durante a leitura, um único indício que me fizesse notar ou desconfiar quem era o assassino. Aliás, não há relatos de investigação, não há cenas de investigação, afinal, trata-se de um romance. O destaque maior é sobre o conflito de sentimentos e desejos entre Grace e John, porém o assassino segue sempre a mesma linha de abordagem. Certamente durante a leitura você desconfiará de duas pessoas, mas de toda forma, a revelação de quem seja o assassino será uma grande surpresa.


"O assassinato ocorrera na mesma linha que o das outras duas mulheres. Nenhuma entrada forçada. Nenhuma impressão digital. E as roupas da mulher tinham sido  cuidadosamente postas em ordem, depois de uma provável luta corporal."

A cada crime que acontecia, Grace sentia-se mais frustrada enquanto John Smith voltava a ser o guarda-costas e deixava de lado os sentimentos e os desejos que o tentavam dia e noite. O problema é que não há como controlar o coração e por mais que John tentasse, ele falou miseravelmente até que finalmente eles se renderam ao desejo que ambos sentiam. Diante desta avalanche, John se viu totalmente vulnerável quando por um lapso teve a sensação de que perderia sua protegida. Foi aí que ele se deu conta de que não poderia continuar protegendo-a estando tão vulnerável e sentimental.

O ponto mais emocionante da história, para mim, foi quando finalmente John se rendeu aos seus sentimentos, quando ele assumiu para si mesmo que ele não poderia mais viver longe da mulher que ele amava. Esta foi uma história de amor bem diferente das que estamos habituados, pois normalmente o casal se apaixona e acaba tendo que enfrentar diversos problemas de separação e brigas para depois ficarem juntos e aqui, o que eu senti, foi uma sucessão de fatos que conduziu o casal apaixonado a conhecer seus verdadeiros sentimentos e limitações.

Vale muito a pena conhecer esta história!


ONDE COMPRAR O LIVRO

Saraiva
Submarino
Americanas



0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA PUBLICAÇÃO!