30 de março de 2015

LIVRO - PERDAS E DANOS - DIANE CHAMBERLAIN

PERDAS E DANOS - DIANE CHAMBERLAIN

Perdas e Danos - Travis Brown é um rapaz diferente da maioria dos jovens de sua idade. Aos 23 anos, já conheceu – e perdeu – seu grande amor, já precisou lutar pela guarda da filha na justiça e agora trabalha incansavelmente para sustentá-la. Sua rotina não é fácil, mas ele consegue levar uma vida digna.

De repente, tudo começa a dar errado: ele perde o emprego, sua casa pega fogo e sua mãe morre. Sem ter a quem recorrer, precisa ir morar com a filha em um acampamento para trailers. Lá, conhece Savannah, uma jovem linda e sexy que realmente parece querer ajudá-lo.

É ela quem lhe fala sobre a vaga em uma obra em Raleigh, uma cidade próxima. Travis não quer se mudar, mas não tem alternativa: seus últimos dólares estão acabando e ele não vê a menor perspectiva de conseguir mais dinheiro.

No entanto, ao chegar a Raleigh e conhecer Roy, seu suposto empregador, ele descobre que o trabalho na verdade é um roubo. Roy garante que será a única vez e que a quantia que Travis receberá será suficiente para tirá-lo do sufoco por um bom tempo.

Agora, de frente para a maior encruzilhada de sua vida, Travis precisa decidir que caminho seguir para continuar sendo um pai exemplar.


NOTA SOBRE O LIVRO:

Essa é uma daquelas histórias que todo nós precisamos ler e absorver um pouco de "realidade" literária. Estamos tão habituados com histórias sempre lindas que chego até achar que é uma ousadia sem limites alguém escrever uma história cheia de conflitos, dramas pessoais e problemas. Problemas de todos os lados. Cada personagem apresentado possui seus dramas particulares, o peso da vida e uma carga emocional muito grande. Com uma sinopse dessas fica muito difícil falar sobre o livro, pois ela já resume praticamente toda a história. No entanto, a medida em que você vai lendo e se ambientando, a história vai se tornando mais cativante.

Aos 23 anos Travis já havia perdido o pai, criava a filha com muito sacrifício e a mãe faleceu quando a casa, humilde que viviam, pegou fogo. Tudo o que se salvou do incêndio foi a filha, sua ovelhinha de pelúcia e a bolsinha cor-de-rosa. Ele era um garoto pobre, mas é notável seu caráter digno. Descobriu o amor muito cedo, mas perdeu-a também. Como refúgio restou a Travis apenas um trailler para viver com a filha e foi neste momento em que ele conheceu Savannah, uma moça bonita e atraente, que vivia no trailler ao lado e que se encantou com a beleza de Travis. Para piorar sua condição, ele teve que aceitar o tal emprego que Roy, amigo de Savannah, ofereceu no momento em que Travis tinha poucos dias para abandonar o trailler, já que não conseguiu o dinheiro para o aluguel. A situação de Travis só estava se complicando. Savannah não tem nada de inocente, não se enganem. Roy é odioso. Isso é o que melhor define quem é este homem. Odioso!


"Savanna tomou minha mão, fomos até o quarto e, por cerca de duas horas, esqueci-me do incêncio, da falta de emprego e tudo o mais, menos do meu corpo e do dela."

Robin era uma pobre menina quase rica. A mãe faleceu quando ela era muito pequena, vítima de um problema de coração, entretanto, ainda muito jovem também, Robin descobriu que tinha o mesmo problema da mãe e, a solução da sua vida, seria um transplante. Ela vivia com o pai, que a mimava e a cercava de mordomias por todos os cantos. Nada disso fazia sentido, pois apesar de todo conforto e do dinheiro, Robin não se sentia feliz! Exceto quando conheceu Travis e descobriu nele um novo sentido para sua vida. o problema era que, enquanto Travis era apenas um garoto desmilinguido, o pai de Robin fazia gosto da amizade dos dois e até o considerava um bom garoto, mas quando Travis adquiriu formas mais másculas, o pai de Robin passou a vê-lo como uma ameaça. O zelo era tanto que o pai de Robin fez de tudo para mantê-los afastados. Conseguiu até certo ponto, mas ainda assim, Robin engravidou. Robin agora estava noiva de Dale (onze anos mais velho que ela) e era muito bem aceita por todos, embora ninguém soubesse da verdade do seu passado.


"Foi estranho que eu nunca tivesse ligado o que Alissa estava passando ao que eu mesma enfrentara com Travis."

Quando Alissa engravidou e teve o bebê, Robin acabou se aproximando mais da garota por conta da condição de Alissa, que está passando por tudo que Robin passou. A criança também tornou-se uma "cobrança de consciência" para Robin, que nunca chegou a conhecer a filha. Ao que posso notar, Robin foi mais uma vitima do "preconceito". Robin foi impedida pelo pai de amar Travis, assim como Alissa foi impedida pelos pais de viver seu amor com Will. Ambas engravidaram jovens demais. No caso de Robin, a criança ficou com Travis, mas no caso de Alissa, a criança permanece com os Hendricks, que são figuras públicas e fizeram do "deslize" da filha algo em favor próprio. Os Hendricks são visivelmente articulosos, não tenham dúvidas. Há muito mais por trás da família Hendricks do que a imaculada imagem pública de uma família estruturada e digna.

Erin era uma mulher solitária, beirando seus 30 anos e que perdeu uma filha em um acidente. Sua dor era tão grande que ela acabou saindo de casa em busca de um novo lugar para lamber suas feridas, inclusive, abandonando o marido. Foi nela que Travis acabou encontrando um meio de proteger a filha enquanto ele precisava fazer aquele trabalhinho sujo com Roy, mas por outro lado, Bella foi uma espécie de cura para Erin. No momento em que ela se envolve com a garota, sem perceber, ela acaba encontrando forças para sorrir. O problema é que agindo por impulso, Erin acaba colocando-se em uma situação perigosa, juntamente com Bella e agora, depende totalmente de Travis para serem salvas.

Fazendo um resumo de tudo, o máximo que consigo dizer é que a história é linda, que por trás de tudo há o ensinamento sobre não desistir de nada que seja realmente importante. Que há pais amorosos e que entregam suas vidas pelos filhos. Travis Brown mostrou que um homem digno não é aquele que tem bens e muito dinheiro, mas sim, aquele que tem caráter e dignidade. Travis foi envolvido por uma trama, por pessoas que usaram sua necessidade e sua ingenuidade, mas ele venceu. Criando um spoiller agora, a cena do encontro de Robin com Bella foi tão emocionante, por um momento até me esqueci das cenas sufocantes e desesperadoras. É tão fácil comparar Travis com Will e Dale que chega até a ser covardia.

Eu recomendo!

Boa leitura.


ONDE COMPRAR O LIVRO

Saraiva (livro físico), clique aqui - R$ 29,90 em 09/07/2017
Saraiva (livro digital), clique aqui - R$ 21,00 em 09/07/2017

Submarino (livro físico), clique aqui - R$ 22,31 em 09/07/2017

Americanas (livro físico), clique aqui - R$ 22,31 em 09/07/2017

Livraria Cultura (livro físico), clique aqui - R$ 29,90 em 09/07/2017
Livraria Cultura (livro digital), clique aqui - R$ 21,00 em 09/07/2017

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA PUBLICAÇÃO!