26 de novembro de 2016

SÉRIE - OS BEDWYNS - LIGEIRAMENTE PECAMINOSOS - #05 - MARY BALOGH


LIGEIRAMENTE PECAMINOSOS - SÉRIE OS BEDWYNS - LIVRO 05 - MARY BALOGH



Em meio à Batalha de Waterloo, lorde Alleyne Bedwyn é ferido e dado como morto pela família. Ao acordar, ele se vê no quarto de um bordel sem lembrar quem é ou como foi parar ali. Sua única certeza é que deseja conquistar o coração do anjo que cuida dele todo dia.

Contudo, assim como ele, Rachel York não é quem parece. Depois de enfrentar uma situação difícil, que a levou a viver numa casa de pecados, agora a bela e inteligente jovem precisa recuperar seu dinheiro e as economias das amigas prostitutas, roubados por um falso clérigo. E o belo soldado de quem vem cuidando parece perfeito para se passar por seu marido e ajudá-la em seus planos.

Porém, apesar de ter perdido a memória, Alleyne não perdeu nada de sua sedução. De volta a Londres, os dois se envolvem em um escândalo pecaminoso e, a cada beijo, esquecem que seu relacionamento é apenas uma farsa e ficam mais perto de se entregar à paixão.


NOTA SOBRE O LIVRO:

Ligeiramente Pecaminosos é o quinto e penúltimo livro da série dos irmãos Bedwyns. O que há de relevante nesta história é que a autora apresenta um romance com certa dose de humor e carisma transmitidos pelos personagens desta trama.

Rachel York de alguma forma perdeu tudo o que poderia lhe restar... a mãe morreu quando ainda era apenas uma criança. O pai morreu havia pouco tempo, mas de certa forma para ela foi um alívio, uma vez que o pai era desses homens sem responsabilidades que se deixava levar pela jogatina e que acabou, ao seu modo, atrapalhando a vida da filha. Sem ter para onde ir ou o que fazer, acabou recorrendo ao bordel de Bruxelas depois de também ter sido enganada por um falso clérigo (como diz na própria sinopse). De uma maneira um pouco inusitada, o destino de Rachel acaba cruzando com o destino de Alleyne, que devido a recente batalha de Waterloo acordou desmemoriado no bordel de quatro prostitutas bem divertidas em Bruxelas mesmo.

Logicamente que um clichê estaria presente na história. Depois de se envolverem e terem uma "primeira vez" um tanto quanto desastrosa, surge uma certa animosidade entre Alleyne e Rachel, mas ele é o único que poderia interpretar o papel de seu suposto marido. Sim, diz a regra do clichê que Rachel deveria ter uma herança para receber de seu único tio - irmão de sua falecida mãe - em duas hipóteses: ou ao completar 25 anos ou ao casar-se. Como ainda restavam três anos para atingir a idade determinada, restava apenas o casamento - que parecia fora de cogitação - com Alleyne, claro. Assim seguiram rumo à Inglaterra.

A chegada à Chesbury Park - na mansão do barão Westom, tio de Rachel - foi seguida de uma caravana. As prostitutas disfarçadas, o capitão que também foi salvo da batalha, Alleyne e Rachel. Todos foram acolhidos, mas Rachel ainda estava muito reticente com tudo o que estava acontecendo. Isso se dá por duas situações: Primeiro pela tensão de voltar a casa do tio forjando um casamento e ainda mais, por sempre ter se sentido rejeitada e abandonada pelo próprio tio. Segundo, porque apesar de ter concordado com a farsa, Rachel estava apaixonada por Alleyne e também sentia-se repelida por ele depois da primeira noite que tiveram dias antes. Em sua cabeça ele estava fingindo apenas por consideração e para ajudá-la.

Para Alleyne também não estava sendo fácil, até porque, seu passado era uma escuridão só. Ele tinha alguns sonhos, mas a memória não estava voltando. Com isso ele não sabia nada sobre seu passado, nem mesmo seu nome, porém, algo mais o afligia, que era o fato de também estar apaixonado e nem ao menos saber se aquela paixão seria possível ou não.

Reviravoltas aconteceram e todos voltaram para Bath, desta vez acompanhados do barão de Westom. Resolvido parte do que haviam todos se propostos, a separação foi inevitável. Descoberto sobre sua identidade, Alleyne precisava seguir para Lindsay Hall e Rachel seguiria com sua vida, porém, a desolação tomou conta de ambos. Não suportando mais a saudade, Alleyne foi atrás de Rachel, pois apesar de saber que poderia viver sem ela, no fundo, ele não queria era viver sem ela.

O reencontro foi bonito e sem mimimi. Rachel se mostrou uma mulher "moderna" e aceitou a nova proposta de Alleyne. Até mesmo o reencontro de Alleyne com os Bedwyns foi bem emocionante, deixando aquele super gosto de ansiedade para o próximo livro, que fechará com a história do duque de Bewcastle, o enigmático e impenetrável Wulfric.


ONDE COMPRAR O LIVRO

Saraiva (modo impresso), clique aqui - R$ 24,40 em 26/11/2016
Saraiva (modo digital), clique aqui - R$ 15,80 em 26/11/2016

Submarino (modo impresso), clique aqui - R$ 19,90 em 26/11/2016

Americanas (modo impresso), clique aqui - R$ 24,93 em 26/11/2016


CAPAS DE "OS BEDWYNS"






0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA PUBLICAÇÃO!