18 de junho de 2019

SÉRIE - CROSSFIRE - PROFUNDAMENTE SUA - #02 - SYLVIA DAY

SÉRIE CROSSFIRE - PROFUNDAMENTE SUA - LIVRO 02 - SYLVIA DAY

Gideon Cross. Ele é tão bonito e perfeito do lado de fora quanto é danificado e atormentado no interior. Ele era uma chama brilhante e ardente que me chamuscou com o mais escuro dos prazeres. Eu não poderia ficar longe. Eu não queria. Ele era o meu vício... meu desejo... todo meu. Meu passado foi tão violento quanto o dele, e eu estava tão machucada. Nós nunca iríamos ser normais. Era muito difícil, muito doloroso... exceto quando era perfeito. Aqueles momentos em que a voragem do amor desesperado eram a loucura mais requintada. Fomos completamente subjugados pela nossa necessidade. E a nossa paixão nos levaria além dos nossos limites para a mais doce borda da mais nítida obsessão.

N
OTA SOBRE O LIVRO: 


Eu entendo o que Eva sente por Gideon (apesar das loucuras dela), pois eu também sou apaixonada por ele. Sua beleza e magnífica masculinidade são os símbolos de poder e sedução que ele exala. Não que a narrativa em primeira pessoa da autora não seja boa, mas eu tenho preferência pela narrativa em terceira pessoa, sempre tive. Definitivamente o (a) autor(a) tem que ser muito bom (boa) para prender o leitor. Vemos aqui nesta série a narrativa do ponto de vista da Eva e, por mais que algumas coisas sejam esclarecidas e justificadas posteriormente, acho que ficam muitas pontas soltas, mas em fim, esse é só o meu ponto de vista.

É muito fácil compreender o fascínio e o poder que Gideon exerce sobre Eva, assim como também é muito fácil compreender como ela se sente acuada, afinal, ela precisou desenvolver nos últimos anos de sua vida um domínio próprio absurdo. Sem contar as inúmeras sabotagens que ela se presenteou para fugir do trauma sofrido na infância e adolescência. O problema disso tudo é que Eva não consegue separar o medo do passado do medo do presente e acabava embolando tudo e se tornando uma garota cansativa. A sorte dela é que Gideon estava muito determinado a fazer aquela relação dar certo, afinal, ele sabia que ela era a pessoa errada mais certa para sua vida. Ele sabia que não conseguiria viver sem ela. No entanto, para salvar aquela relação, ele sabia que precisava preservá-la de alguns fatos do seu passado para não trazer o dela a tona, mas Eva não entendia isso. Ela tinha o hábito da "fuga" toda vez que se sentia insegura, mas ela era a única que conseguia exercer tamanha força em Gideon.

Neste segundo livro temos a presença constante de Corine Giroux, a ex-namorada de Gideon. Ambos eram muito jovens e o relacionamento totalmente frio, distante, sem empolgação. Quando Corine quis dar um xeque-mate em Gideon, no passado, seu tiro saiu pela culatra e ela acabou casando-se com outro homem, embora nunca tivesse deixado de gostar de Gideon. Bem, nenhuma das mulheres ao seu redor conseguiam resistir ao seu charme, muito menos as que haviam passado por sua cama e ela era mais uma na fila. A diferença das outras mulheres e de Eva é que elas amavam a imagem de Gideon, o homem poderoso, enigmático e fodidamente bonito, mas Eva não, Eva amava Gideon por completo, com seus traumas, seus defeitos, sua possessividade e seu controle. Eva amava Gideon como ele nunca tinha sido amado por ninguém.

Gideon parecia não entender a ira que Corine provocava em Eva. Ele só foi capaz de perceber o que aquilo tudo significava quando sentiu na pele o mesmo drama vivido por Eva com o surgimento de um ex na vida dela. A inteligência de Gideon é o ponto chave para livrar Eva de um grande problema, pois ela servirá de álibi para Gideon.

Esse é o tipo de história que ou o leitor ama ou o leitor odeia.


"pra mim você é preciosa, Eva, e nossa relação também. Mesmo essa necessidade de foder o tempo todo é inestimável para mim, porque envolve sentimento. (Gideon)."

É neste segundo livro que a relação começa a ganhar muito mais força (pontos positivos e negativos). Eva não via o silêncio de Gideon como uma proteção e sim como falta de confiança. Gideon sabia que ao revelar seu passado, os gatilhos do passado de Eva estariam todos acionados.


"De onde vem essa sua vontade de transar em veículos em movimento? (Gideon)"

Somente Eva era capaz de transformar toda aquela geleira dentro de Gideon em um ser cristalino e sereno (em alguns momentos). Diante de tantos problemas, tantas situações, Gideon acabava descontraindo de  forma apaixonante.

Cary possuía uma promiscuidade abafada e perdoada por todas as pessoas, exceto Gideon, devido ao seu passado perturbado e destrutivo. Ele não media consequências dos seus atos e isso, frequentemente acabava causando vários problemas para Eva. Quando acontecia algum problema entre Eva e Gideon, ele tentava bancar o conselheiro certinho e se esquecia de que ele não era nem de longe a melhor pessoa para aconselhar Eva alimentando os fantasmas dentro dela. Quem era ele para dizer que Gideon era destrutivo para Eva? Logo ele? Eva se sentia responsável por Cary e para mim ele era extremamente oportunista e egoísta. Ele morava com a Eva no apartamento que era bancado pelo padrasto dela com todo luxo e mordomia. Desfrutou de todas as oportunidades que teve proporcionadas por Gideon, que para ver Eva feliz, não se importava de abrir concessões para Cary. Ao invés de melhorar a insegurança de Eva, ele acabava alimentando ainda mais os gatilhos dela. Quando ele teve a oportunidade de alertar a amiga sobre alguém do seu passado, ele se omitiu e isso causou um inferno na vida do casal. Isso é ser amigo?

Um ex-namorado de Eva na época em que ela morava em San Diego apareceu. Eva era apenas a garota com quem ele transava nos banheiros. Era era apenas uma "foda" qualquer, até que ela deu no pé sem nem ao menos se despedir e eles nunca mais se encontraram. Quatro anos sem se ver até aquele dia e o encontro não foi nada bom, pois Eva acabou fazendo merda e Gideon não deixou por menos. O que me irritou nesse cara é que agora ele simplesmente acha que tem o direito de cobrar satisfações e pior, cobrar uma segunda chance. No meio de toda confusão, um personagem que teve pouco destaque, mas que gostei bastante, foi Arnoldo, um amigo de Gideon, que em poucas palavras deu uma chacoalhada em Eva.

Do nada Gideon passou a agir de forma estranha, distante, frio. Ele continuava sendo muito protetor, mas permanecia distante. Dias de afastamento e aparições inexplicáveis ao lado de Corine. Eva ficou completamente a balada e destruída com as notícias e com a forma como ele estava agindo com ela também, contribuindo para Corine se achar vencedora. No auge da dor e do desespero de Eva, Gideon ressurgiu comprovando que estava agindo daquela forma com alguma finalidade e, certamente, para proteger Eva de alguma confusão. Ele também estava sofrendo. O ponto alto de um jantar em família foi marcado pela aparição de dois investigadores que procuravam por informações sobre Nathan Barker.

Nathan era filho de um dos ex-maridos de Monica, sua mãe e, tal relacionamento chegou ao fim quando veio a tona a bomba de que Nathan abusava sexualmente de Eva. A última vez que Eva havia visto Nathan fazia oito anos, durante o julgamento e ela nem desconfiava que ele estivesse em Nova York atrás dela e atrás de dinheiro.

Os investigadores estavam na cola de Gideon Cross, mas nada (ainda) havia sido encontrado que o incriminasse ou o colocasse na cena do crime. Eva estava praticando sua caça às bruxas e lutando pelo amor de Gideon. Ela estava em busca de resgatá-lo e protegê-lo. Diante destes confrontos Gideon acabou revelando seu passado traumático, revelando seu agressor e os motivos pela qual a relação com a mãe e o meio irmão não eram das melhores.


"Por sua causa, vejo as coisas de uma maneira que era incapaz de enxergar antes. Agora tenho um lugar no mundo, que é ao seu lado. (Gideon)"

Gideon não era um homem conformado e prova disso era que aos 28 anos ele já fazia parte de uma lista onde constavam os nomes dos mais ricos do mundo. Dono de um império construído com muita inteligência, sabedoria, controle e principalmente, sem se deixar ser levado pelas emoções.


"E agora, oque vamos fazer? (Gideon)
" O que for preciso para ficarmos juntos.(Eva)"

Seguiremos para o livro #03.

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA PUBLICAÇÃO!