10 de setembro de 2017

LIVRO - ENTRE QUATRO PAREDES - B. A. PARIS

ENTRE QUATRO PAREDES - B. A. PARIS

Ano: 2017
Páginas: 266
Idioma: português 
Editora Galera Record


Um thriller sobre um sonho que torna-se pesadelo.

Grace é a esposa perfeita.

Ela abriu mão do emprego para se dedicar ao marido e à casa. Agora prepara jantares maravilhosos, cuida do jardim, costura e pinta quadros fantásticos. Grace mal tem tempo de sentir falta de sua antiga vida.

Ela é casada com Jack, o marido perfeito.

Ele é um advogado especializado em casos de mulheres vítimas de violência e nunca perdeu uma ação no tribunal. Rico, charmoso e bonito, todos se perguntavam por que havia demorado tanto a se casar.

Os dois formam um casal perfeito.

Eles estão sempre juntos. Grace não comparece a um almoço sem que Jack a acompanhe. Também não tem celular, que ela diz ser uma perda de tempo. E seu e-mail é compartilhado com Jack, afinal, os dois não guardam segredos um do outro. Parece ser o casamento perfeito. Mas por que Grace não abre a porta quando a campainha toca e não atende o telefone de casa? E por que há grades na janela do seu quarto?

Às vezes o casamento perfeito é a mentira perfeita.


NOTA SOBRE O LIVRO by Glauci Guedes


Leitura Concluída: 
Entre quatro Paredes - B. A. Paris.

Puxa, como eu queria mais desse livro!

É um thriller psicológico que fala sobre um homem que faz sua esposa de refém em sua própria casa.

O começo do livro é bem empolgante, narrado em primeira pessoa, intercalando passado e presente, sem muitas cenas descritivas e com diálogos muito bons, que te prendem a atenção e te faz querer ler mais e mais. 

O negócio começa a desandar da metade do livro pra frente. Começa a ficar cheio de cenas em que a protagonista tenta se libertar e como o carinha é mais esperto e está sempre a um passo a frente, a desmascara, tornando tudo muito frustrante. Com isso percebemos que os personagens não são assim tão bem construídos (por exemplo, a explicação dada pelo carinha ser tão cruel assim, não convence), ficam muitos buracos na história, ou seja, acaba e muita coisa fica sem uma explicação para mim, ao menos nada convincente. E o final: Bom, esse ainda estou digerindo.
Queria mais! Puxa, como eu queria mais!
Duas estrelinhas no Skoob... 

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA PUBLICAÇÃO!