28 de novembro de 2016

SÉRIE OS BRIDGERTONS - E VIVERAM FELIZES PARA SEMPRE - #09 - JULIA QUINN (LIVRO BONUS)


E VIVERAM FELIZES PARA SEMPRE - SÉRIE OS BRIDGERTONS - LIVRO 09 - JULIA QUINN

Alguns finais são apenas o começo...



Era uma vez uma família criada por uma autora de romances históricos...


Mas não era uma família comum. Oito irmãos e irmãs, seus maridos e esposas, filhos e filhas, sobrinhas e sobrinhos, além de uma irresistível matriarca. Esses são os Bridgertons: mais que uma família, uma força da natureza.

Ao longo de oito romances que foram sucesso de vendas, os leitores riram, choraram e se apaixonaram. Só que eles queriam mais. Então começaram a questionar a autora: O que aconteceu depois? Simon leu as cartas deixadas pelo pai? Francesca e Michael tiveram filhos? O que foi feito dos terríveis enteados de Eloise? Hyacinth finalmente encontrou os diamantes?

A última página de um livro realmente tem que ser o fim da história? Julia Quinn acha que não e, em E viveram felizes para sempre, oferece oito epílogos extras, todos sensuais, engraçados e reconfortantes, e responde aos anseios dos leitores trazendo, ainda, um drama inesperado, um final feliz para um personagem muito merecedor e um delicioso conto no qual ficamos conhecendo melhor ninguém menos que a sábia e espirituosa matriarca Violet Bridgerton.

Veja como tudo começou e descubra o que veio depois do fim desta série que encantou leitores no mundo inteiro.


NOTA SOBRE O LIVRO:

E você com certeza deve perguntar: "Que raios de livro nove é esse?"

Pois bem... podemos dizer que este é um plus, que a autora escreveu sobre esta família apaixonante, "Os Bridgertons". Como ela mesma diz na inicial do livro, a pedido de muitos leitores que ficaram imaginando como foi a vida depois do fim, aqui está... "E viveram felizes para sempre" é mais um pedacinho de cada um dos personagens mais queridos e o que veio depois. Não resta dúvidas de que a autora quis passar para seus leitores que ela se importa com o que cada um pensa ou sente sobre seu trabalho!

Um novo capítulo para cada um dos oito livros... 💗💗💗💗💗

1) O DUQUE E EU... 21 anos de casados... Daphne com 41 anos e Simon próximo dos 50... Ela continua sendo incrível e aprendeu bem como "levar" o marido. Um homem que além de lindo se tornou uma pessoa muito mais segura de si. A autora criou uma situação que levou Simon a querer saber o que diziam as cartas que seu falecido pai havia deixado, mas o melhor de tudo foi saber que nada teve importância para Simon, que não alterou nada em sua vida... nem antes e nem depois!

2) O VISCONDE QUE ME AMAVA... Kate e Anthony continuam com a tradição do jogo de Pall Mall, lembram? Mesmo após 15 anos de casados, os mesmos participantes do primeiro jogo continuam jogando, mas cada ano com o espirito esportista mais acirrado... O que fica evidente é que pouco importa ganhar quando na verdade o mais interessante é fazer o outro perder...

3) UM PERFEITO CAVALHEIRO...  O foco deste capítulo nem é tanto Benedict e Sophie, mas sim a Srta Posy, meia irmã de Sophie. Vocês se lembram que a garota era rejeitada pela mãe, que só tinha olhos e admiração pela outra filha, a tal de Rosamund? Pois bem, Posy acabou sendo "adotada" Violet Bridgerton e libertada das garras peçonhentas de Araminta (a madrasta de Sophie), mas já estava passando da hora de se casar, porém, como que em um conto de fadas, Sophie acaba encontrando um pretendente para sua meia irmã e salva a lavoura.

4) OS SEGREDOS DE COLIN BRIDGERTON... Fala sobre a preocupação de Penélope sobre a reação de Eloise Bridgerton sobre o segredo, afinal, quando ele foi revelado, Eloise fugido para ir ao encontro de Phillip. Bem, na verdade eu não gostei muito desse segundo epílogo porque é como se Eloise fosse o foco principal da vida do casal e também porque Hyacinth acabou sendo exatamente quem ela sempre foi: uma menina intrometida. Ela só foi capaz de me cativar quando chegou a vez da história dela.

5) PARA SIR. PHILIP COM AMOR... neste segundo epílogo alguns anos se passaram e agora o conto traz um pouco da história de Amanda Crane, a filha de Sr. Philip, que vem a ser a enteada de Eloise Bridgerton Crane. Nele a autora mesmo cita que se aventurou a escrever em primeira pessoa (narrado por Amanda), mas eu não sei se gostei. O tema em si foi muito interessante, mas eu gosto do formato em terceira pessoa. Ficou até subentendido que Julia pode vir a escrever uma história específica sobre Amanda e seu "felizes para sempre", mas eu prefero que não, de forma que não amarre mais os personagens envolvidos nessa série em mais nenhuma outra história.

6) O CONDE ENFEITIÇADO... Traz o desfecho final de Francesca e Michel. No livro deles ficou sem conclusão se eles haviam tido um filho ou não. Quando primeiro marido morreu, ela estava grávida, porém, perdeu o bebê. Os anos de casamento com Michel não haviam trazido um filho ao casal e Francesca não falava com ninguém sobre sua infertilidade, mas no fundo isso a incomodava demais e só o marido e e a mãe eram capazes de captar tanta frustração. Quando eles vieram da Escócia para o batizado de Isabela (uma das sobrinhas), houve a primeira conversa entre mãe e filha e talvez este tenha sido o momento mais especial da história de Francesca, pois depois disso ela passou a ser uma nova mulher. A forma como ela transmite sua dor nos faz abraçá-la com maior carinho.

7) UM BEIJO INESQUECÍVEL... lembram que eu disse que Hyacinth era bem intrometida? Isabela - sua filha - é exatamente igual Hyacinth quando era mais nova. Voluntariosa, intrometida, inteligente e muito, muito astuta. Lembram-se que na história Hyacinth era louca para encontrar as joias da avó de Gareth? Vocês se lembram que Isabela contava com uns 5 nos de idade mais ou menos quando encontrou as joias e voltou a escondê-las levando todos os leitores ao delírio e ao desespero? Então... passaram-se anos e anos e Hyacinth não desistiu, porém, não sem a "ajuda" da filha!

8) A CAMINHO DO ALTAR... No meu ponto de vista foi o mais dramático de todos os epílogos. Gregory e Lucy tiveram nove filhos. Eles conseguiram superar a marca do aumento do clã dos Bridgertons e eles também conseguiram ser bem carinhosos com os membros da família dando aos seus filhos nomes de irmãos e afins... O sufoco também não passou batido e creio que tenha sido mais um ponto de amadurecimento em Gregory.

E para finalizar, a cereja do bolo é realmente Violet Bridgerton. A mãe mais apaixonante de qualquer história. Aliás, diga-se de passagem, em questão de maternidade, Violet dá de 10 a 0 em qualquer mãe, de qualquer livro, pois esta realmente soube amar cada um de seus filhos, valorizar cada uma de suas virtudes e trabalhar cada um de seus defeitos. De forma bem especial a autora traz o amor entre Edmund e Violet, mas acima de tudo, o grande ensinamento que Violet nos dá... apesar de toda dor, de toda dificuldade, ela nunca deixou de ser feliz...



ONDE COMPRAR O LIVRO

Saraiva (impresso) - Clique aqui - R$ 26,20 em 06/12/2016

Submarino (impresso) - Clique aqui - R$ 27,75 em 06/12/2016

Americanas (impresso) - Clique aqui - R$ 27,75 em 06/12/2016

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA PUBLICAÇÃO!