8 de agosto de 2016

FILME - ASSASSINATO SEM CULPA



ASSASSINATO SEM CULPA (BLUE-EYED BUTCHER)

Baseado na história verídica de Susan Wright, uma bela e jovem esposa e mãe de dois filhos que matou violentamente o seu marido na casa de ambos no Texas, após ter sido alegadamente vítima de maus tratos durante anos.


NOTA SOBRE O FILME:

Este filme é baseado em fatos reais e "blue-eyes butcher" é o apelido com o qual Susan ficou conhecida, ou seja, a "açougueira dos olhos azuis". Isso porque Suzan, uma linda jovem de olhos azuis esfaqueou o marido 193 vezes pelo que puderam concluir na perícia.

Susan e Jeff se conhecem em uma praia e logo começam a se relacionar. Em pouco tempo Susan engravida e Jeff a pede em casamento. Logo com o nascimento do primeiro filho Jeff já começa a se incomodar com o comportamento da mulher, que está sempre dando "desculpas" para não cumprir com suas obrigações de mulher. Da forma como a história é relatada, logo deduzimos que Jeff passa a se afastar da mulher por conta desta frieza. 

Ele assumiu toda responsabilidade da casa, da mulher e da família, mas logo começa a dar indícios de um comportamento duvidoso, inclusive com o envolvimento com drogas e mistura com bebidas. Agregado a estes valores ainda fica evidente como Jeff começa a se comportar de forma violenta e agressiva. 

Na primeira surra que ele dá em Susan ela foge com os filhos (que já está no segundo) para a casa da mãe, mas Jeff vai atrás dela, faz uma cena romântica, ela perdoa e volta para casa com ele. Já naquela mesma noite ele a ameaça dizendo que ela nunca mais deve fazer isso.

As agressões físicas e verbais tornam-se cada vez mais evidentes, sem contar que Susan passa a se comportar de forma compulsiva também levada pelo medo. A casa está sempre impecavelmente limpa, os filhos estão impecavelmente cuidados e os jantares são sempre impecavelmente perfeitos, mas nem sempre Jeff chega em tempo de jantar com a família e está sempre cheirando álcool e sob o efeito de drogas, que passam a ser cada vez mais fortes. 

O ápice é quando Susan aproveita-se da embriagues do marido e enquanto ele dorme, ele amarra suas mãos e pernas na cama do casal e o golpeia com uma faca. Durante a cena fica nítido que Susan desconta toda sua raiva no marido e mesmo este estando imóvel ela continua golpeando. Em seguida ela arrasta o corpo do marido até o jardim da casa e o enterra, mas o bendito do cachorro acaba desenterrando o cadáver.

A impressão que temos é que Susan passa a agir de forma trastornada, afinal, ela fala o tempo todo que o marido vai matá-la quando encontrar a casa no estado que está. Segue também para uma delegacia pedindo uma medida cautelar, um tipo de preservação ou proteção, mas logo é desmascarada, presa e vai a julgamento.

É durante o julgamento que os flashes das cenas principais passam a ser exibidas, mas temo o filme sob o ponto de vista dela. Todos os relatos são feitos sob a visão de Susan e de certa forma a gente fica sem saber qual o outro lado da história e se Jeff era exatamente como ela pinta. No corpo de Jeff são constatadas 193 marcas de facada, que é destacado a todo momento pela promotora de acusação. O advogado de defesa parece meio alheio e fraco, em nenhum momento ele consegue ser agressivo como a promotora, até mesmo falha em não alegar que naquela noite Jeff estava bêbado e drogado, mas ele pega algo que acaba mudando o rumo e a força do julgamento sobre uma falha que Susan cometeu e ela acaba sendo julgada e condenada a 25 anos de prisão.

Entretanto, há um advogado assistindo ao julgamento que se interessa pelo caso e vai até Susan no presídio e é ai que está o "x" da questão. Aquele comportamento, aquele olhar de Susan diz muitas coisas, inclusive se ela é culpada ou inocente.

Eu já assisti este filme no Netflix duas vezes e nas duas vezes fiquei em dúvida exatamente sobre a cena final. Instigante, mas eu recomendo e digo que vale a pena assistir sim! Se você é assinante, garanta um espaço em sua agenda para esta recomendação!








0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA PUBLICAÇÃO!