12 de outubro de 2015

SÉRIE OS BRIDGERTONS - O DUQUE E EU - #01 - JULIA QUINN

O DUQUE E EU - SÉRIE OS BRIDGERTONS - LIVRO 01 - JULIA QUINN



Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo.

Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta.
Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.


NOTA SOBRE O LIVRO:

Já fazia um bom tempo que eu estava com esta série na fila de leitura e agora, finalmente, chegou a hora de desbravar essa história que tem feito a cabeça e o coração de muitos leitores. Bom, basta ver que por onde a autora passa, ela arrasta multidões.


"O duque e eu" é o primeiro de uma série de oito livros. A boa notícia é que já temos seis publicados aqui no Brasil, restando apenas os dois últimos.

Para você se ambientar com os personagens, temos a árvore genealógica da família Bridgertons.

Até o momento, a sequência dos seis livros já publicados são:


1) O duque e eu
2) O visconde que me amava
3) Um perfeito cavalheiro
4) Os segredos de Colin Bridgerton
5) Para sir Phillip com amor
6) O conde enfeitiçado

Como disse Lady Whistledown (uma colunista bem venenosa e fofoqueira), os Bridgertons são, de longe, a família mais fértil da alta sociedade. Anthony, Benedict, Colin, Daphne, Eloise, Francesca, Gregory e Hyacinth são os filhos da viscondessa Violet Ledger e do falecido visconde Edmund Bridgerton. Ela ironiza quanto a escolha dos nomes e ainda dá a entender que os filhos do casal são desprovidos de elegância, quando na verdade, ao lingo da história, não é bem isso que notamos. Obviamente tal comentário deixa a viscondessa fula da vida, ainda mais porque é sua intenção conseguir um marido para a filha Daphne Bridgerton, durante a atual temporada. Embora queira se casar, Daphne Bridgerton não quer se casar com qualquer um, porém, entretanto, todavia, casar será tão fácil, afinal, a moça não chama tanta atenção e os pretendentes que a interessavam não correspondiam à altura, vendo-a apenas como amiga. Os que se interessavam por ela, nem de longe seriam cogitados por ela como uma possibilidade.




Simon Arthur Henry Fitzranulph Basset, o conde de Clyvedon é o único filho vivo do duque de Hastings. Teve uma infância difícil, inclusive com relação ao afeto do pai. Amigo de Anthony Bridgerton, o irmão mais velho de Daphne, agora está de volta a Londres, uma vez que passou de conde de Clyvedon a duque de Hasting, sucedendo o lugar de seu pai.


"Tinham sido esses olhos, mais do que qualquer coisa, que haviam lhe conferido sua reputação de homem importante e influente. Quando encarava alguém com firmeza e determinação, a pessoa se sentia desconfortável se fosse homem e estremecida se fosse mulher."

A peculiaridade que Simon possui foi a causa do afastamento de pai e filho e isso faz com que de cara a gente já se encante pelo adorável Simon. Além disso, Simon não está nem um pouco interessado em se casar, menos ainda depois de uma conversa com Anthony, que também sofre com a pressão da mãe para escolher uma esposa durante a temporada de Londres. Para Simon, aquela festa na casa de Lady Danbury é apenas uma formalidade a qual deve cumprir, no entanto, ele não contava que conheceria Daphne e que por ela se encantaria.
"Como Simon não falava quando as palavras não eram necessárias, as pessoas o julgavam arrogante, exatamente como um futuro duque deveria ser."
Daphne Bridgerton não é uma moça como as outras. Sua particularidade está nas doses de ironia e sarcasmo que vez ou outra ela transmite, além de um belo soco e de ser bem inteligente. Sim, como ela mesma diz: "uma garota não pode viver muito tempo com quatro irmãos sem aprender a dar um soco" e, além disso, Simon enxerga nela tudo o que os outros homens nunca enxergaram. A vontade de Dahpne de ter um pouco de paz para com a sua mãe e a vontade de Simon Basset em se ver livre das moças solteiras e desesperadas para casar, faz com que os dois cheguem a um a cordo de "forjarem" uma aproximação, porém, quem não reage bem a tudo isso é Anthony Bridgerton.

Simon está fascinado por Daphne e a recíproca é verdadeira, mas nenhum dos dois expõe seus sentimentos. Ele diz que não quer se casar e muito menos ter filhos, ao contrário dela, que sonha em se casar e ter muitos filhos, afinal, ela foi acostumada a viver em uma família numerosa. Sabe-se que a restrição de Simon quanto a se casar e ter filhos está ligada aos problemas que ele teve com seu pai, mas até que ponto ou qual a profundidade destes problemas? Simon não gosta de falar sobre o assunto. Outro detalhe sobre ele, é que com Daphne ele se solta, mas diante das outras pessoas ele é na verdade aquele homem frio, como toda sociedade está acostumada que seja.

As coisas se complicam. Simon não quer, ou melhor, diz não poder e ai os problemas surgem e de certa forma acaba fazendo com que aquela amizade que existia entre eles fique um pouco abalada. Ela já o ama muito e sente que há algo de errado nessa situação, pois percebe que é justamente pelo pai que ele está assim, então, ela decide interceder a favor dele, contando exclusivamente com a ajuda de Colin Bridgerton, que parece já ter percebido os sentimentos de ambos e que pode ser um forte aliado neste momento, já que Anthony está possesso.

O ciúmes, digamos assim, de Anthony não impediu que o casamento de sua irmã e de seu melhor amigo acontecesse. O lado bom de tudo isso é ver como Daphne se comporta tanto diante da mãe, quando esta vem lhe "falar" sobre as obrigações quanto diante do marido. Sua inocência chega ser engraçada e ela interpreta esse papel excelentissimamente bem, pois nada nela é irritante. Ao contrário, pois ela consegue cativar o leitor da mesma forma como cativa Simon.

"Você tem o sorriso mais lindo que eu já vi."
"No que diz respeito a você, meus padrões de beleza são os únicos que importam a partir de agora."

#Suspiros ao Simon. Ele consegue ser um lorde em todos os sentidos. Não apenas em seu título, mas em seu comportamento, em sua preocupação com sua agora, esposa. Com relação ao passado de Simon, por incrível que pareça, Daphne tem um jeito muito peculiar e interessante de abordá-lo. Todas as vezes em que ela tenta entrar no assunto e ele acaba se esquivando, ao invés de confrontá-lo e exigir respostas, ela usa seu jeito doce para alcançar o ponto de equilíbrio de Simon de forma a não entrarem em um atrito desnecessário. Paciência é o que Daphne tem com Simon, além de grande amor e desejo, claro, mas quando ela soube as "suas verdades" ela soube exatamente como ser dura com ele e lhe mostrar que ele estava indo por um caminho errado.

O casal mais apaixonado de Londres termina de forma apaixonante e exatamente como o esperado. Não escondo de ninguém o quanto adoro as histórias com finais felizes e, certamente essa história entrou para o ranking das mais adoradas também!

Quem já leu pode confirmar o que estou dizendo quanto a se apaixonar por esta história e quem ainda não leu, não deixe de colocar em sua lista de próximas leituras e realmente ler... vale mesmo muito a pena!


ONDE COMPRAR O LIVRO:

Bem, como sabemos, já são seis livros publicados ao todo de um total de oito, então, alguns sites já estão vendendo a coleção com os cinco primeiros livros. Clique sobre o links abaixo e avalie qual é o melhor custo benefício para você neste momento.




Kit contendo os cinco primeiros livros:

Submarino
Americanas
Saraiva







obs: a Saraiva não está vendendo os kits, apenas os livros avulsos.








Livro 01 - avulso

Submarino
Saraiva
Americanas


0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA PUBLICAÇÃO!