13 de agosto de 2015

DUOLOGIA - ETERNAMENTE - ETERNAMENTE EU - #01 - ELISETE DUARTE


DUOLOGIA ETERNAMENTE - ETERNAMENTE EU - LIVRO 01 - ELISETE DUARTE

Foi apenas um simples esbarrão como qualquer outro e o suficiente para virar a minha vida de cabeça para baixo. Chris ajoelhou-se a minha frente e enquanto ele me ajudava a juntar o meu material caído pelo chão, olhei para as nossas mãos tão próximas e não consegui conter um calor se espalhando pelo meu corpo. Levantei meus olhos e me deparei com aqueles incríveis olhos de cor castanho-mel tão lindos e brilhantes, como uma pedra preciosa. Ele olhava no fundo dos meus olhos e seu rosto ficou muito vermelho, o meu corpo trêmulo, ambos ficamos nervosos. 

Eu sou Lucy, uma garota batalhadora, bolsista em uma das melhores escolas de São Paulo, ele é Chris, filho do patrão do meu pai, rico demais, arrogante demais, lindo demais! Um garoto-problema que por acaso depois de muito nos esbarrarmos acabamos nos encontrando. Mas não é só o tempo que não está ao nosso favor. De repente o futuro parece um sonho impossível e sem esperanças. Um amor que de repente é colocado à prova pela própria vida, e somos obrigados a encarar uma verdade terrível.


NOTA SOBRE O LIVRO:

Esta história está dividida em dois livros e este é o primeiro volume e o segundo já está sendo escrito pela autora. Por enquanto o livro está disponível apenas na versão ebook, a venda na Amazon.

"Eternamente Eu" conta a história de Lucy, uma garota prestes a completar 18 anos e concluir o ensino médio. Por intermédio do chefe de seu pai, o Sr. Pablo, ela conseguiu uma bolsa de estudos em uma das melhores escolas particulares de São Paulo, mas para manter a bolsa, como regra, não poderia jamais ficar de recuperação. Apesar de seu pai trabalhar há anos na Construtora do Sr. Pablo, de ter um bom salário, a relação com este homem não era das melhores, afinal, ele não era tão bom assim quanto possa parecer. Além disso, Lucy não estava tão certa de que conseguiria aquele dez tão necessitado e com isso, estava atormentada com o desgosto que poderia causar aos pais. Mesmo apesar do bom salário que o pai recebia na construtora que trabalhava havia anos, não seria possível arcar com a mensalidade do tal colégio. Sufoco!

Chris estudava no mesmo colégio e era o filho do tal Sr. Pablo. Aos 19 anos, repetente do ensino fundamental, Chris andava com a tal "gangue" do colégio e se achava o tal, assim como os demais garotos do grupo. Quando ele "topou" com Lucy, logo após ela ter novamente uma sensação estranha, como se estivesse sufocando ou algo parecido, demonstrou ser um rapaz sensível e carismático. Aquele havia sido o primeiro contato de Lucy com Chris, mesmo sendo conhecidos, mas, quando os membros da "gangue" se aproximaram, Chris simplesmente se transformou, enquanto que Lucy ficou completamente sem entender o que havia acontecido e ao mesmo tempo muito mexida com tudo aquilo. Havia no ar, como que por mágica ou algo parecido, uma força muito grande atraindo Lucy para Chris. Chris também dava indícios de que algo mexia com ele, mas, mais ainda, demonstrava o quanto ele precisava e queria manter aquela postura "indiferente". Suas atitudes pareciam contraditórias, até que ele se rendeu.

A única amiga que Lucy tinha no colégio era Clarinha. Uma garota pertencente a alta sociedade, mas que era muito simples e nutria por Lucy uma amizade sincera. Em contra partida, sua prima Kate, era totalmente o oposto e não se fazia de rogada ao tentar alfinetar e desprezar Lucy. Aliás, Kate era dessas garotinhas ricas e mimadas e pertencia a tal "gangue" do Chris e não tinha o menor escrúpulo ou respeito por ninguém. Estava visivelmente abalada com a aproximação de Chris com Lucy. Aliás, Lucy não se sentia bem no meio daquelas pessoas, estava se sentindo sufocada naquele colégio, então, a possibilidade de ter que sair de lá e ir para um colégio público não lhe parecia tão ruim assim.
"Seu olhar era diferente, havia muito mais que desejo neles, e a minha sensação ao olhar para ele era de que já era tarde demais, que o amor tinha mesmo invadido meu coração, de que agora em diante eu estava vulnerável a tudo o que se dizia a ele."
O jovem casal precisou enfrentar muitas barreiras, muitas dificuldades, mas, no meu ponto de vista, Lucy era a que mais sofria porque ela absorvia todo desprezo por parte dos ditos amigos do Chris e também, pela ira do Sr. Pablo. Mas não era só isso! Aconteceu algo, já no final da história, que mexeu demais com as estruturas dos jovens e para saber, você vai ter que ler (hehehehe)! 

Além de tudo que disse aqui, agora não posso dizer mais nada, nem como termina e nem como me sinto, senão, vocês vão ter tudo revelado em uma única palavra... pra mim, agora é aguardar o livro 2 para concluir algumas deduções, mas para você que não leu ainda, uma boa oportunidade de saber o que estou dizendo!

Ahhhhhhhhhhhhh! Na verdade, posso dizer uma palavrinha mais... tem algo de surpreendente, que eu não esperava e que, bem, você também vai se surpreender!

QUER COMPRAR O EBOOK? Clique aqui <3

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA PUBLICAÇÃO!