28 de junho de 2015

CONTO - CUPCAKE - ELIZABETH BEZZERA



CUPCAKE - ELIZABETH BEZERRA

Após ser obrigada a mudar de cidade contra a sua vontade, Emily sente seu mundo ruir. Até que ela conhece Daniel, o vizinho lindo, mas fechado em si mesmo. Emy não quer contato com as pessoas da nova cidade, mas ignorar Daniel está a cada dia mais difícil. Além disso, o garoto tem algo mais do que apenas timidez. 
Por sua vez, Daniel não sabe como lidar com as meninas, elas são muito complicadas, e quase sempre o magoam. Ele prefere a tranquilidade do seu bloco de desenhos e os cupcakes que faz com sua mãe. Esses são muito mais fáceis de lidar. Contudo, Emy não é uma pessoa fácil de se ignorar. Em meio a sentimentos confusos e o drama em volta dos dois, eles precisam encontrar o sentido das suas vidas. Emy descobrirá que um pedaço de cupcke significa mais do que apenas um doce. 


NOTA SOBRE O CONTO:

O que podemos tirar de ensinamento com dois jovens tão diferentes e tão iguais ao mesmo tempo? 

Emily era uma garota rebelde que não enxergava a necessidade da mãe de reconstruir uma vida digna para elas duas, já que o pai havia sido um grande canalha. Ela achava que a mãe estava sendo egoísta por tê-la levado para aquele lugar. 

Daniel era apenas um garoto retraído e que sofria de um problema que fez com que seu pai, outro grande canalha, saísse de casa abandonando esposa e filho a própria sorte.

Uma história de aprendizado e muita superação já que juntos eles aprenderão a superar os próprios limites.

Certo. Você está se perguntando porque "Cupkace". É que Daniel fazia cupcakes como uma válvula de escape e também, a forma que ele e a mãe encontraram de superar a crise financeira.

Este conto de apenas 19 páginas faz parte do projeto "Brasil em Prosa" criado pela Amazon, então, se você ficou a fim de ler esta história rápida e gostosa de ler, clique aqui e adquira o seu agora mesmo. Este concurso está sendo muito interessante, com histórias incríveis e grandes oportunidades para os leitores adquirirem os ebook's por um custo totalmente simbólico. 


0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA PUBLICAÇÃO!