3 de abril de 2015

DUOLOGIA - ENTRE SOMBRA & LUZ - ARNOLD - #01 - DANÚBIA FERREIRA


DUOLOGIA - ENTRE SOMBRA & LUZ - ARNOLD - LIVRO 01 - DANÚBIA FERREIRA

Eu nunca desejei outra mulher... Nem sempre fui um homem de gostos excêntricos. Há quinze anos, conheci a mulher da minha vida. Ela era linda, ingênua e meiga. Namoramos por cinco anos. O pai dela era um homem rigoroso e eu respeitei todas as regras que ele colocou. Eu a queria como minha esposa e estava decidido a me casar com ela. Nós tínhamos um namoro baseado nas regras dele. Para cumprir as ordens do pai dela e manter a minha namorada intacta, segurei minha libido. Tudo correu bem, até o dia do casamento. Eu a esperava no altar, com todos os meus amigos e familiares reunidos. O atraso era interminável. Mais de uma hora depois do marcado para a cerimônia, ao invés de chegar a noiva, chegou um vídeo com ela fazendo sexo com dois homens. Meus sonhos foram esmagados e destruídos naquele dia. A paixão que nasce; o ódio que alimenta; o amor que renasce... Junto ao meu melhor amigo, praticávamos sexo em conjunto. Um laço de amizade e de muito afeto que foi posto à prova. Uma relação de anos foi abalada pela traição. Sara retorna à vida de Arnold, trazendo um passado que ele gostaria de esquecer. A humilhação é sua principal companheira. O destino colide o seu passado com o seu presente, colocando-os frente a frente. Ela reencontra o único homem que amou, porém, a dor, mágoa e ódio que ele sente não a permitem se aproximar. Humilhada por Arnold, Sara tenta provar ao homem que ama que ainda é digna de pertencer a ele.


NOTA SOBRE O LIVRO:

Este já é o quinto livro da autora Danúbia Ferreira. Para quem já leu a Trilogia Rendida e está acompanhando a carreira da autora, já sabe que este livro fala sobre a história do Arnold, que teve uma aparição no terceiro livro da Trilogia. Arnold e Julian são amigos do Dr. Zen e este livro e o próximo da autora vai falar exatamente sobre cada um destes personagens.

E falando em personagem, o homem que deu vida ao Arnold é ninguém mais, ninguém menos de que o meu Tudão Henry Cavill. Segundo as palavras da autora, Arnold é um homem quente, de pegada, rigoroso, chato, mandão, safado... Em fim! Só digo uma coisa... se eu sobreviver até o final deste livro eu venho contar para vocês, porque só de olhar para o avatar eu já fico pra morrer!

Vamos ao livro?

A história é narrada em primeira pessoa, porém do ponto de vista do próprio Arnold e não é recomendada para menores de 18 anos. A partir de um certo momento, a história conterá palavras e cenas realmente fortes, obcenas e se este não é o tipo de história que você gosta ou se tem alguma objeção quanto ao palavreado, então, certamente o livro não é para você. Agora, se você gosta deste estilo de leitura em que retrata mais a "realidade" dos relacionamentos sexuais do que a "fantasia romântica", então caia matando, porque você vai gostar. Arnold começa seu relato contando como conheceu Sara, a linda menina dos olhos azuis e de como foi difícil o namoro entre eles, já que o pai da garota era muito rígido. A mãe de Sara havia falecido logo que eles se conheceram e o pai não lhe dava tréguas. A condição imposta pelo pai dela para aceitar o namoro era de que Arnold deveria manter suas mãos longe de Sara. E assim ele cumpriu sua promessa ao pai da garota.

Tudo caminhava bem e mesmo sendo tentado e provocado por Sara o tempo todo, Arnold manteve-se firme em sua palavra. Ele tinha apenas 18 anos, mas teve hombridade de cumprir com a palavra dada ao pai da moça. O casamento foi marcado, mas para seu total inferno pessoal, no dia do casamento Sara simplesmente não apareceu e o que Arnoldo recebeu foi uma fita de vídeo onde Sara transava com dois homens. É isso mesmo! Você não leu errado. Aquela Sara que Arnold respeitou o tempo todo e com quem manteve um relacionamento casto por três anos simplesmente transava com outros homens enquanto ele manteve-se fiel o tempo todo e respeitando as condições daquele pai que ela dizia ser controlador e que também nunca deu moleza a ele. Até aqui, parte da história de Arnold havia sido explicada no terceiro livro da Trilogia Rendida para justificar porque Arnold tinha tanta implicância com a noiva de Zen.

Foi por esta traição e por esta decepção que Arnold simplesmente se transformou. Aquele rapaz carinhoso e respeitoso se transformou em um homem frio e calculista. Para ele as mulheres não passava de mera diversão. Elas serviam apenas para as putarias que ele e Julian faziam juntos. Aliás, sexo para ele envolvia sempre qualquer mulher, ele e Julian. Interessante ver o lado masculino relatando algo que acaba sendo comum ao sexo feminino nas histórias. Apesar de todo sofrimento e humilhação que Arnold passou, apesar de toda raiva que ele sente da Sara, ele sabe e afirma que ela é a única mulher que amou na vida e que por causa dela ele se tornou este homem que é hoje, 15 anos depois de tudo... As cenas de sexo nas quais ele está envolvido são sempre muito intensas, mas promíscuas. Ele não é carinhoso nunca, pois para ele é sempre uma noite de sexo e nunca haverá a repetição. São todas putas, cadelas e vadias em sua concepção. O fato é que não consigo sentir muita raiva dele durante a leitura mesmo ele agindo desta forma, pois consigo compreender que todo esse comportamento mesquinho e canalha se dá pelo que passou. A reação das pessoas são sempre incalculáveis. Acho que seria diferente o sentimento se ele agisse desta forma e a gente não soubesse qual a razão por trás disso tudo. Ele relata as cenas de sexo com exatidão e palavras de baixo calão! Como eu disse, a autora segue a linha dos relacionamentos mais próximos da realidade do que da fantasia romântica que é comum nos livros.

Logo após a cena do vídeo, fiquei me perguntando o que tinha acontecido realmente e quem tinha enviado o vídeo para Arnold. Como nada fica sem resposta, 15 anos depois, no meio do nada, Sara ressurge diante de Arnold e a avalanche de tormento e sofrimento recai sobre o homem. Por que tudo aconteceu daquela forma? Onde está ou onde esteve o Sr. Collins, pai de Sara? Claro que logo de cara Arnold não aceitará ouvir o que realmente aconteceu e ele será mesmo um canalha com ela. As humilhações são a clara demonstração do amor mal resolvido e a reação de Sara nos deixa curiosos para saber o que realmente aconteceu naquele dia fatídico. De início a gente se sente com raiva dela e imagina que ela tenha sido uma grande vadia, mas depois, a medida em que ela vai dando indícios do que aconteceu, você começa a deduzir que ela tem uma boa explicação e que essa explicação pode ser algo muito mais forte e muito mais grave. Aquela sensação de que toda história tem dois lados é a mais pura realidade. Porém, o momento da revelação de tudo o que aconteceu chegou e Sara conta para Arnold o que foi que realmente aconteceu naquele dia... Sinceramente? Um baita de um nó na garganta, porque eu confesso que de cara eu a julguei como sendo uma sem vergonha por ter feito aquilo tudo com o Arnold, mas no momento em que ela revela o que aconteceu senti que meu julgamento foi realmente precipitado.

Teve um momento da leitura que eu pensei que teria que pegar a autora pelos cabelos, pois essa mulher tem o dom de me desestabilizar em alguns momentos da leitura. Quem já leu vai saber de qual cena estou me referindo e quem não leu, certamente vai entender quando ler, mas olha, foi uma grande sacada! Confesso que ali meu coração falhou uma batida. A leitura foi bem rápida e em 24 horas eu estava com ela concluída (ok, demorei tudo isso porque ainda preciso dormir e trabalhar...rs). Nas entrelinhas da história a gente pode notar o valor de amizades verdadeiras, do significado do verdadeiro amor e do quando nós pobres mortais sonhamos com esse amor verdadeiro e que transcende a realidade. Você pode notar também que em alguns momentos precisamos reconhecer nossos erros e que nem sempre devemos agir pelo impulso. Uma personagem percebeu isso quando quase colocou em risco uma amizade de anos. Arnold sempre se transformando e mostrando suas facetas de forma que mesmo nos momentos em que ele foi mais ordinário, ainda foi apaixonante.

Este livro está disponível apenas na versão impressa e para adquirir seu exemplar, acesse o site da Editora Highlands e veja as formas e condições de compra. Aproveite também e participe do grupo da autora (Rendida por você - Danúbia Ferreira) e esteja sempre por dentro das novidades. Inclusive, durante este mês de dezembro/2014 os livros da autora estão em promoção e você poderá comprá-los e completar sua coleção! Eu recomendo.

Parabéns Danúbia por mais esta história!!!

7 comentários:

Danúbia Ferreira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Danúbia Ferreira disse...

Adorei Fernanda!!!! Obrigada pelo seu carinho e apoio. As vezes me faltam as palavras para dizer a você, o quanto você é essencial para os autores brasileiros... Um grande abraço!

drikabonatto disse...

Se eu já tinha me apaixonado pelo Arnold na trilogia Rendida por você... agora agarrei um amor eterno....recomendo... quer ler vai se apaixonar...

Danúbia Ferreira disse...

Muito bacana a forma como você colocou o Julian. Gostei muito Fernanda, e o Cris não é meu Julian kkkkk Eu prefiro o Giulio Berruti beijos

Adriana Bonatto disse...

Não poderia estar mais de acordo com a nota sobre o livro. É tudo isso e muito mais. Recomendadíssimo!!!!

silvana altale disse...

Alguem poderia me informar aonde eu encontro esse livro ? estou desesperando procurando

Fernanda Miola disse...

Silvana... no site da editora: www.editorahighlands.com.br

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA PUBLICAÇÃO!